Equilíbrio marca a disputa entre os UTVs no Sertões 2019

Menos de meia hora separa os quatro primeiros da categoria, que tem Bruno Varela/Gustavo Bortolanza na liderança; Prova avança para etapa Maratona no Jalapão, nesta quinta-feira (29/8)
Fonte: Mundo Press

Bruno Varela e Gustavo Bortolanza mantêm a liderança do Sertões. Credito: Gustavo Epifânio

A disputa dos UTVs está acirrada no Sertões 2019. Após quatro etapas, menos de meia hora separa os quatro primeiros da categoria, que tem o piloto Bruno Varela e o navegador Gustavo Bortolanza na liderança. Outra marca é o domínio do UTV Can-Am Maverick X3, a escolha das primeiras 25 duplas. Nesta quinta-feira (29/8), a quinta etapa da prova larga de Porto Nacional com destino a São Felix do Tocantins (TO), no coração do Jalapão, e será disputada no formato Maratona (sem auxílio das equipes de apoio). Serão 475 quilômetros de desafios, 330 deles de trechos cronometrados.

A quarta etapa, realizada nesta quarta-feira (28/8) com início em São Miguel do Araguaia (GO), teve 570 km de percurso. O trecho contra o relógio somou 275km e quem venceu o dia foi Gabriel Varela, irmão de Bruno, ao lado do navegador Eduardo Shiga. A dupla está em terceiro lugar na classificação geral dos UTVs, atrás de Deni Nascimento/Idali Bosse, que conta com o apoio da concessionária BRP Sanautica. Para completar o Top 5 da categoria, as experientes duplas Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, campeã do Dakar 2018 com o UTV Can-Am Maverick X3, e Edu Piano/Solon Mendes – em quarto e quinto lugares, respectivamente.

De olho no bicampeonato dos UTVs, Bruno Varela sabe que os próximos dias serão decisivos. “O rali está sendo ótimo para nós e cumprimos metade das etapas, mas na Maratona que o bicho vai pegar mesmo. O objetivo é manter o foco e o ritmo que rendeu a liderança da categoria até aqui. O Can-Am Maverick X3 também chegou ileso no Tocantins, é só lavar e fazer a manutenção básica para largar na quinta etapa do rali”, concluiu o piloto.

A Can-Am apoia a 27ª edição do Sertões e busca manter a hegemonia na classe para UTVs, de olho no sétimo título consecutivo. A prova teve início em Campo Grande (MS) no dia 25 de agosto e conta com oito etapas por seis Estados brasileiros até a linha de chegada, em Aquiraz (CE), no dia 1º de setembro. O percurso total inclui 4.890 quilômetros – 2.672 deles de especiais (trechos cronometrados).

Resultados 4ª etapa (extraoficial)

1 – #203 – GABRIEL VARELA/EDUARDO SHIGA – 03:03:03 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #225 – BRUNO VARELA/GUSTAVO BORTOLANZA – 03:04:35 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #208 – EDU PIANO/SOLON MENDES – 03:06:13 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #210 – REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN – 03:06:43 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #216 – RODRIGO VARELA/FÁBIO PEDROSO – 03:08:06 – CAN-AM MAVERICK X3

Classificação dos UTVs após quatro etapas (extraoficial)

1 – #225 – BRUNO VARELA/GUSTAVO BORTOLANZA – 16:40:30 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #202 – DENISIO DO NASCIMENTO/IDALI BOSSE – 16:48:58 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #203 – GABRIEL VARELA/EDUARDO SHIGA – 16:55:28 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #210 – REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN – 17:06:47 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #208 – EDU PIANO/SOLON MENDES – 17:21:34 – CAN-AM MAVERICK X3

Programação do Sertões 2019*:

29/8 – Quinta-feira
5ª etapa – Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) – Maratona
Deslocamento inicial – 142 km
Especial (Cronometrado) – 330 km
Deslocamento final – 3 km
Total do dia – 475 km

30/8 – Sexta-feira
6ª etapa – São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona
Deslocamento inicial – 0 km
Especial (Cronometrado) – 535 km
Deslocamento final – 2 km
Total do dia – 537 km

31/8 – Sábado
7ª etapa – Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)
Deslocamento inicial – 2 km
Especial (Cronometrado) – 325 km
Deslocamento final – 628 km
Total do dia – 955 km

1/9 – Domingo
8ª etapa – Crateús (CE) – Aquiraz (CE)
Deslocamento inicial – 428 km
Especial (Cronometrado) – 18 km
Deslocamento final – 6 km
Total do dia – 452 km
Total de especiais – 2.672 km
Total da prova – 4.890 km

*As informações são fornecidas pela organização do evento e estão sujeitas a alterações.

Publicado em CAN-AM, Can-Am no Sertões, Rally Cross Country

Na liderança dos UTVs, Bruno Varela e Gustavo Bortolanza vencem terceira etapa do Sertões

Disputa está acirrada na categoria, que apresenta domínio do UTV Can-Am Maverick X3 nas 27 primeiras posições da classificação geral
Fonte: Mundo Press

Bruno Varela e Gustavo Bortolanza vencem terceira etapa do Sertões. Credito: Marcelo Machado De Melo

Bruno Varela e Gustavo Bortolanza vencem terceira etapa do Sertões. Credito: Marcelo Machado De Melo

Após três etapas do Sertões 2019, a disputa está acirrada entre os UTVs. Bruno Varela e Gustavo Bortolanza foram os mais rápidos no percurso desta terça-feira (27/8), que incluiu 764 quilômetros de Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO) – 403 deles de trechos cronometrados. Assim, a dupla mantém a liderança da classificação geral da categoria, com apenas 3min48seg de vantagem sobre Deni Nascimento e Idali Bosse. Os competidores aceleram o UTV Can-Am Maverick X3, o veículo utilizado pelas 27 duplas mais velozes do rali.

“Fizemos uma prova limpa, sem nenhum problema novamente. O Can-Am Maverick X3 está sendo perfeito no Sertões, em todas as etapas”, relata o paulista Bruno Varela. “A terceira etapa tinha muita reta, chegou até a dar sono. No final da prova, havia um piloto de moto caído e paramos para socorrer. Ficamos 19 minutos parados, esperando o resgate – tempo que foi descontado no resultado do dia. Esse é o espírito do rali, tem que ajudar”, acrescenta.

Outra dupla com ritmo consistente é formada pelos catarinenses Deni Nascimento e Idali Bosse, apoiados pela concessionária BRP Sanautica e vice-líderes dos UTVs. “O nosso veículo chegou inteiro em Goiás, após uma revisão estará pronto para a quarta etapa. O Sertões 2019 está levando os competidores ao extremo, com longas quilometragens e muitos desafios”, conclui o piloto Nascimento.

O Sertões entra no estado do Tocantins nesta quinta-feira (28/8), com destino a Porto Nacional e mais 570 km de roteiro. O trecho contra o relógio soma 275 km. A prova teve início em Campo Grande (MS) no dia 25 de agosto e terá oito dias de disputas por seis Estados brasileiros até a linha de chegada, em Aquiraz (CE), no dia 1º de setembro. O percurso total inclui 4.890 quilômetros – 2.672 deles de especiais (trechos cronometrados).

Resultados 3ª etapa (extraoficial)

1 – #225 – BRUNO VARELA/GUSTAVO BORTOLANZA – 04:01:45 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #248 – PAULO ROVARIS/OSCAR HOFFMANN – 04:01:54 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #202 – DENISIO DO NASCIMENTO/IDALI BOSSE – 04:03:42 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #216 – RODRIGO VARELA/FÁBIO PEDROSO – 04:04:18 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #206 – RODRIGO LUPPI/FLÁVIO BISI – 04:06:52 – CAN-AM MAVERICK X3

Classificação dos UTVs após três etapas (extraoficial)

1 – #225 – BRUNO VARELA/GUSTAVO BORTOLANZA – 13:35:55 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #202 – DENISIO DO NASCIMENTO/IDALI BOSSE – 13:39:43 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #203 – GABRIEL VARELA/EDUARDO SHIGA – 13:52:25 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #248 – PAULO ROVARIS/OSCAR HOFFMANN – 13:59:54 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #210 – REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN – 14:00:04 – CAN-AM MAVERICK X3

Programação do Sertões 2019*:

28/8 – Quarta-feira
4ª etapa – São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)
Deslocamento inicial – 69 km|
Especial (Cronometrado) – 275 km
Deslocamento final – 226 km
Total do dia – 570 km

29/8 – Quinta-feira
5ª etapa – Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) – Maratona
Deslocamento inicial – 142 km
Especial (Cronometrado) – 330 km
Deslocamento final – 3 km
Total do dia – 475 km

30/8 – Sexta-feira
6ª etapa – São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona
Deslocamento inicial – 0 km
Especial (Cronometrado) – 535 km
Deslocamento final – 2 km
Total do dia – 537 km

31/8 – Sábado
7ª etapa – Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)
Deslocamento inicial – 2 km
Especial (Cronometrado) – 325 km
Deslocamento final – 628 km
Total do dia – 955 km

1/9 – Domingo
8ª etapa – Crateús (CE) – Aquiraz (CE)
Deslocamento inicial – 428 km
Especial (Cronometrado) – 18 km
Deslocamento final – 6 km
Total do dia – 452 km

Total de especiais – 2.672 km
Total da prova – 4.890 km

*As informações são fornecidas pela organização do evento e estão sujeitas a alterações.

Publicado em CAN-AM, Can-Am no Sertões, Rally Cross Country

Em disputa de pai e filho, Bruno Varela assume a liderança dos UTVs com o navegador Gustavo Bortolanza

Veículos Can-Am Maverick X3 dominam as 12 primeiras posições da categoria, após duas etapas do rali
Fonte: Mundo Press

Bruno Varela e Gustavo Bortolanza assumem a liderança dos UTVs. Crédito: Marcelo Machado de Melo

Bruno Varela e Gustavo Bortolanza assumem a liderança dos UTVs. Crédito: Marcelo Machado de Melo

O Sertões 2019 chegou ao estado do Mato Grosso nesta segunda-feira (26/8) com disputa entre pai e filho na categoria para UTVs. Ao lado do navegador Gustavo Bortolanza, o piloto Bruno Varela assumiu a liderança da classificação geral. A posição pertencia ao pai anteriormente, o piloto Reinaldo Varela, que agora está em terceiro na tabela com o navegador Gustavo Gugelmin. O dia também foi marcado pelo domínio dos UTVs Can-Am Maverick X3, que são a escolha dos 12 primeiros colocados da prova.

A segunda etapa do rali largou de Costa Rica (MS) e foi até Barra do Garças (MT), com 647 km de percurso – incluindo 536 de trechos cronometrados (especiais). “A etapa tinha todo tipo de terreno e foi perfeita para a gente. A especial foi a mais longa do rali e terminamos de forma limpa, sem erros. Fomos rápidos o tempo todo e saímos ilesos. Estou bastante feliz por termos vencido o dia e assumido a liderança na geral”, declara o paulista Bruno Varela.

Com a experiência de quem venceu o Sertões em 2017 e o Rally Merzouga em 2018, também a bordo do Can-Am Maverick X3, o caçula da “Família da Poeira” sabe que ainda não é hora de comemorar. “Sabemos que isso não é nada, ainda estamos no início do rali. Tem muita coisa pela frente e vamos trabalhar para manter o ritmo forte. O objetivo é manter o foco para sairmos vitoriosos no final”, concluiu.

A classificação geral dos UTVs ainda conta com Denísio do Nascimento e Idali Bosse, apoiados pela concessionária BRP Sanautica, na vice-liderança. Outro integrante da “Família da Poeira”, Gabriel Varela está em quarto lugar ao lado do navegador Eduardo Shiga, seguidos pela experiente dupla Edu Piano/Solon Mendes.

A terceira etapa do Sertões 2019 tem destino a São Miguel do Araguaia, em Goiás, nesta terça-feira (27/8). O percurso será de 764 km (403 deles de especiais). A Can-Am apoia a 27ª edição do evento e busca manter a hegemonia na classe para UTVs, de olho no sétimo título consecutivo.

Com início em Campo Grande (MS), no dia 25 de agosto, o Sertões 2019 terá oito dias de prova por seis Estados brasileiros até a linha de chegada, em Aquiraz (CE), no dia 1º de setembro. O percurso total inclui 4.890 quilômetros – 2.672 deles de especiais (trechos cronometrados).

Resultados 2ª etapa (extraoficial)

1 – #225 – BRUNO VARELA/GUSTAVO BORTOLANZA – 06:39:07.2 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #202 – DENISIO DO NASCIMENTO/IDALI BOSSE – 06:40:46.3 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #210 – REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN – 06:42:19.0 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #203 – GABRIEL VARELA/EDUARDO SHIGA – 06:46:59.9 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #208 – EDU PIANO/SOLON MENDES – 06:51:54.4 – CAN-AM MAVERICK X3

Classificação dos UTVs após duas etapas (extraoficial)

1 – #225 – BRUNO VARELA/GUSTAVO BORTOLANZA – 9:38:47.2 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #202 – DENISIO DO NASCIMENTO/IDALI BOSSE – 9:40:34.3 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #210 – REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN – 9:41:01.0 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #203 – GABRIEL VARELA/EDUARDO SHIGA – 9:47:51.9 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #232 – ROBERTO KELLER/MARCELO RITTER – 10:00:47.1 – CAN-AM MAVERICK X3

Programação do Sertões 2019*:

27/8 – Terça-feira
3ª etapa – Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO)
Deslocamento inicial – 111 km
Especial (Cronometrado) – 403 km
Deslocamento final – 250 km
Total do dia – 764 km

28/8 – Quarta-feira
4ª etapa – São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)
Deslocamento inicial – 69 km|
Especial (Cronometrado) – 275 km
Deslocamento final – 226 km
Total do dia – 570 km

29/8 – Quinta-feira
5ª etapa – Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) – Maratona
Deslocamento inicial – 142 km
Especial (Cronometrado) – 330 km
Deslocamento final – 3 km
Total do dia – 475 km

30/8 – Sexta-feira
6ª etapa – São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona
Deslocamento inicial – 0 km
Especial (Cronometrado) – 535 km
Deslocamento final – 2 km
Total do dia – 537 km

31/8 – Sábado
7ª etapa – Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)
Deslocamento inicial – 2 km
Especial (Cronometrado) – 325 km
Deslocamento final – 628 km
Total do dia – 955 km

1/9 – Domingo
8ª etapa – Crateús (CE) – Aquiraz (CE)
Deslocamento inicial – 428 km
Especial (Cronometrado) – 18 km
Deslocamento final – 6 km
Total do dia – 452 km

Total de especiais – 2.672 km
Total da prova – 4.890 km

*As informações são fornecidas pela organização do evento e estão sujeitas a alterações.

Publicado em CAN-AM, Can-Am no Sertões, Rally Cross Country

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin vencem primeiro dia do Sertões 2019 nos UTVs

Modelo Can-Am Maverick X3 domina as 12 primeiras posições da categoria.
Fonte: Mundo Press

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin faturam primeiro dia nos UTVs

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin faturam primeiro dia nos UTVs. Crédito: Victor Eleuterio/Mundo Press

A 27ª edição do Sertões começou disputada na categoria para UTVs. Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin venceram a primeira etapa, que partiu de Campo Grande (MS) e terminou em Costa Rica (MS), neste domingo (25). O domínio da Can-Am foi confirmado com os 12 primeiros colocados, que aceleraram o Maverick X3 – modelo atual bicampeão do Rally Dakar e do Sertões.

O percurso inicial de 487 quilômetros, sendo 437 cronometrados, precisou ser encurtado. Segundo a organização, o proprietário das terras por onde o Sertões estava passando suspendeu a permissão do acesso dos veículos de competição. Assim, a especial para UTVs e Carros foi suspensa no quilômetro 248, próximo à cidade de Camapuã.

Para Varela, campeão do Rally Dakar 2018 na categoria UTVs, a etapa teve muitas retas e saltos. “A nossa estratégia foi acelerar ao máximo, aproveitando para se adaptar ao equipamento. Nós também pudemos ver que o nível dos concorrentes está fortíssimo, qualquer bobeada pode te jogar lá para trás na classificação. A nossa meta é seguir acelerando tudo, em um ritmo constante e sem erros. O Can-Am Maverick X3 se comportou muito bem, como o esperado. Confio muito nesse UTV”, ressalta o patriarca da “Família da Poeira”

Destaque também para o filho caçula Bruno Varela, que, ao lado de Gustavo Bortolanza, finalizou a etapa na terceira colocação – a 37 segundos dos vice-líderes Pedro Queirolo e Rodrigo König.

O Sertões 2019 terá no total 4.887 quilômetros, sendo 2.858 de especiais, durante oito dias de competição. A caravana segue até Aquiraz (CE), onde chega no dia 1° de setembro. Além dos UTVs, estão na disputa competidores das categorias quadriciclos, motos e carros. Entre os UTVs, a Can-Am é a atual hexacampeã da prova.

Sertões 2019 – Categoria UTVs
Resultados 1ª etapa (extraoficial) – 10 primeiros:

1 – Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin #210 – 2:58:42 – Can-Am Maverick X3

2 – Pedro Queirolo e Rodrigo König #245 – 2:59:03 – Can-Am Maverick X3

3 – Bruno Varela e Gustavo Bortolanza #225 – 2:59:40 – Can-Am Maverick X3

4 – Denisio Nascimento e Idali Bosse #202 – 2:59:48 – Can-Am Maverick X3

5 – Paulo Rovaris e Oscar Hoffmann #248 – 3:02:44 – Can-Am Maverick X3

6 – Rodrigo Varela e Fábio Pedroso #216 – 3:02:55 – Can-Am Maverick X3

7 – Riamburgo Ximenes e Flávio França – #211 – 3:06:14 – Can-Am Maverick X3

8 – Gabriel Cestari e Jhonatan Ardigo #212 – 3:06:26 – Can-Am Maverick X3

9 – Roberto Keller e Marcelo Ritter #232 – 3:06:47 – Can-Am Maverick X3

10 – Guilherme Benchimol e Daniel Spolidorio #237 – 3:07:35 – Can-Am Maverick X3

Confira o roteiro do Sertões 2019*:

26/8 – Segunda-feira
2ª etapa – Costa Rica (MS) a Barra do Garças (MT)
Deslocamento inicial – 90 km
Especial (Cronometrado) – 533 km
Deslocamento final – 21 km
Total do dia – 644 km

27/8 – Terça-feira
3ª etapa – Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO)
Deslocamento inicial – 111 km
Especial (Cronometrado) – 403 km
Deslocamento final – 250 km
Total do dia – 764 km

28/8 – Quarta-feira
4ª etapa – São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)
Deslocamento inicial – 69 km
Especial (Cronometrado) – 275 km
Deslocamento final – 226 km
Total do dia – 570 km

29/8 – Quinta-feira
5ª etapa – Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) – Maratona
Deslocamento inicial – 142 km
Especial (Cronometrado) – 330 km
Deslocamento final – 3 km
Total do dia – 475 km

30/8 – Sexta-feira
6ª etapa – São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona
Deslocamento inicial – 0 km
Especial (Cronometrado) – 535 km
Deslocamento final – 2 km
Total do dia – 537 km

31/8 – Sábado
7ª etapa – Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)
Deslocamento inicial – 2 km
Especial (Cronometrado) – 325 km
Deslocamento final – 628 km
Total do dia – 955 km

1/9 – Domingo
8ª etapa – Crateús (CE) – Aquiraz (CE)
Deslocamento inicial – 428 km
Especial (Cronometrado) – 18 km
Deslocamento final – 6 km
Total do dia – 452 km

Total de especiais – 2.858 km
Total da prova – 4.887 km

*As informações são fornecidas pela organização do evento e estão sujeitas a alterações.

Publicado em Can-Am no Sertões Com a tag , , , |

Rodrigo Varela e Fábio Pedroso vencem Super Prime e largam na frente no Sertões 2019

Competidores são destaques na categoria para UTVs do rali, que contou com o ator Caio Castro; Primeira etapa será neste domingo (25), de Campo Grande a Costa Rica (MS).
Fonte: Mundo Press

Rodrigo Varela e Fábio Pedroso largam na frente no Sertões 2019. Crédito: Doni Castilho/Mundo Press

O piloto Rodrigo Varela e o navegador Fábio Pedroso venceram o Super Prime a bordo do Can-Am Maverick X3. Com isso, a dupla larga na frente dos UTVs do Sertões 2019. A confirmação veio na noite deste sábado (25), em Campo Grande (MS), na pista montada na Praça do Papa. O local foi palco do prólogo, pela manhã, que classificou os oito mais rápidos para definir as prioridades do grid no Super Prime.

A primeira etapa da edição de 27 anos do rali está marcada para este domingo (25), com destino a Costa Rica (MS) e 487 quilômetros de percurso – 437 deles de especiais. Rodrigo Varela e Fábio Pedroso já começaram a disputa em destaque na categoria para UTVs.

“A energia do público presente nas arquibancadas contagiou os competidores”, contou Varela. “O Super Prime foi uma volta rápida justamente para mostrar ao público um pouco do rali. Claro que isso foi apenas uma pequena amostra do que vamos enfrentar na prova, nesses quase cinco mil quilômetros de desafios até o Ceará, mas estamos muito felizes com o resultado”, continuou o piloto paulista.

Para cravar o melhor tempo dos UTVs, a dupla enfrentou na bateria semifinal do Super Prime um Can-Am Maverick X3 pilotado pelo ator Caio Castro, estreante no maior rali das Américas. Castro sofreu um capotamento durante a disputa, mas saiu ileso, mostrando na prática a segurança do veículo atual bicampeão do Rally Dakar e do Sertões.

A Can-Am apoia a 27ª edição do evento e busca manter a hegemonia na classe para UTVs, de olho no sétimo título consecutivo. O Sertões 2019 terá oito dias de prova por seis Estados brasileiros até a linha de chegada, em Aquiraz (CE), no dia 1º de setembro. O percurso total inclui 4.887 quilômetros – 2.858 deles de especiais (trechos cronometrados).

Confira a programação e o roteiro completo dos Sertões 2019*:

25/8 – Domingo
1ª etapa – Campo Grande (MS) a Costa Rica (MS)
Deslocamento inicial – 20 km
Especial (Cronometrado) – 437 km
Deslocamento final – 30 km
Total do dia – 487 km

26/8 – Segunda-feira
2ª etapa – Costa Rica (MS) a Barra do Garças (MT)
Deslocamento inicial – 90 km
Especial (Cronometrado) – 533 km
Deslocamento final – 21 km
Total do dia – 644 km

27/8 – Terça-feira
3ª etapa – Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO)
Deslocamento inicial – 111 km
Especial (Cronometrado) – 403 km
Deslocamento final – 250 km
Total do dia – 764 km

28/8 – Quarta-feira
4ª etapa – São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)
Deslocamento inicial – 69 km
Especial (Cronometrado) – 275 km
Deslocamento final – 226 km
Total do dia – 570 km

29/8 – Quinta-feira
5ª etapa – Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) – Maratona
Deslocamento inicial – 142 km
Especial (Cronometrado) – 330 km
Deslocamento final – 3 km
Total do dia – 475 km

30/8 – Sexta-feira
6ª etapa – São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona
Deslocamento inicial – 0 km
Especial (Cronometrado) – 535 km
Deslocamento final – 2 km
Total do dia – 537 km

31/8 – Sábado
7ª etapa – Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)
Deslocamento inicial – 2 km
Especial (Cronometrado) – 325 km
Deslocamento final – 628 km
Total do dia – 955 km

1/9 – Domingo
8ª etapa – Crateús (CE) – Aquiraz (CE)
Deslocamento inicial – 428 km
Especial (Cronometrado) – 18 km
Deslocamento final – 6 km
Total do dia – 452 km

Total de especiais – 2.858 km
Total da prova – 4.887 km

*As informações são fornecidas pela organização do evento e estão sujeitas a alterações após a conferência final do roteiro.

Publicado em Can-Am no Sertões Com a tag , , , , , |

Can-Am busca sétimo título consecutivo dos UTVs no Sertões 2019

Grid da categoria conta com recorde de 55 inscritos e competidores de peso, com presença maciça dos UTVs Can-Am Maverick X3; Maior rali do país tem início neste sábado (24), em Campo Grande (MS)
Fonte: Mundo Press

Enrico e Breno Rezende no Sertões 2018. Crédito: Doni Castilho

Enrico e Breno Rezende no Sertões 2018. Crédito: Doni Castilho

Principal rali do país e um dos maiores do mundo, o Sertões tem início neste sábado (24), com o prólogo em Campo Grande (MS). Serão oito dias de prova e quase cinco mil quilômetros por seis Estados brasileiros até a linha de chegada, em Aquiraz (CE), no dia 1º de setembro. A Can-Am apoia a 27ª edição do evento e busca manter a hegemonia na classe para UTVs, de olho no sétimo título consecutivo.

Veículo atual bicampeão do Sertões e do Rally Dakar, o UTV Can-Am Maverick X3 é a escolha da grande maioria dos inscritos. O grid da categoria conta com recorde de 55 UTVs e atletas renomados, mais de 80% deles a bordo dos veículos da marca canadense. A lista geral de inscritos do Sertões é formada por 187 veículos, incluindo as categorias para motos (66 inscritos), carros (60) e quadriciclos (seis).

O percurso total do rali será de 4.887 quilômetros – 2.858 deles de especiais (trechos cronometrados). Com o título do Rally Dakar 2018 no currículo, o piloto paulista Reinaldo Varela e o navegador catarinense Gustavo Gugelmin são fortes candidatos entre os UTVs do Sertões. “As longas distâncias vão deixar a edição desse ano ainda mais dura. Estamos prontos para a largada e totalmente habituados ao Can-Am Maverick X3, foi com ele que ganhamos o Dakar”, lembrou Varela.

O experiente piloto é patriarca da conhecida “Família da Poeira” e terá seus três filhos acelerando o mesmo modelo da Can-Am nas trilhas do Sertões. O caçula Bruno Varela, campeão da categoria em 2017, compete com o navegador Gustavo Bortolanza. O primogênito Rodrigo Varela conta com Fábio Pedroso, enquanto Gabriel Varela estará ao lado do navegador Eduardo Shiga. “A disputa interna sempre tem na família, mas também estamos prontos para ajudar sempre que for necessário”, acrescentou Reinaldo Varela.

Atuais campeões da categoria para UTVs, os irmãos mineiros radicados em Goiás Enrico e Álvaro Amarante estão motivados para defender o título. “A preparação foi intensa para o Sertões 2019. Além de altas quilometragens, a prova traz competidores muito fortes na classe dos UTVs. O fato da maioria estar a bordo do Can-Am Maverick X3 faz com que o título seja definido nos detalhes. Por isso, estamos focados em manter a concentração o tempo todo para evitar os erros”, explicou Enrico Amarante.

O maranhense Vinícius Mota, campeão da categoria em 2014, está de volta à prova com o apoio da concessionária BRP Box Adventure. Desta vez, o seu navegador será Artur de Carvalho. Outra dupla de destaque são os catarinenses Deni Nascimento e Idali Bosse, que têm o apoio da concessionária BRP Sanautica. Eles são os atuais líderes dos UTVs no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, para o qual a disputa do Sertões soma pontos decisivos na temporada 2019.

Estrelas em ação – Por meio da categoria UTVs, com o Can-Am Maverick X3, algumas celebridades poderão sentir na pele a emoção de competir no Sertões. O ator Caio Castro e o youtuber Whindersson Nunes estão confirmados na edição 2019 do evento, além do cantor Bruninho, da dupla sertaneja Bruninho & Davi. O jornalista Clayton Conservani, especialista em esportes de aventura, também irá pilotar a máquina campeã do Dakar na prova brasileira.

Can-Am dentro e fora das trilhas – Tradicional incentivadora do esporte off-road no Brasil, a Can-Am apoia o 27º Sertões e marca presença dentro e fora das trilhas. A marca reservou espaço exclusivo para exposição de produtos na Arena Sertões, localizada na Praça do Papa, em Campo Grande (MS), com grande destaque para o UTV campeão dos ralis Maverick X3 – o suporte local é da concessionária BRP Boreal. A festa da largada também terá o balão de ar quente da Can-Am, com voos cativos promovidos para clientes e convidados, e distribuição de brindes da marca.

“O incentivo ao esporte off-road é uma filosofia na Can-Am, que começou no Brasil apoiando pilotos e eventos regionais até chegar nos Campeonatos Brasileiros de Rally Cross Country e de Rally Baja – e agora no Sertões. A parceria é motivo de muito orgulho para nós, as expectativas são ótimas para a prova e esperamos ainda comemorar o heptacampeonato dos UTVs”, afirmou Henrique Rosa, gerente de marketing da BRP na América Latina.

“A competição está no DNA da marca, que trabalha diariamente para que a categoria dos UTVs continue sendo a que mais cresce nas provas fora de estrada. O grid recorde de 55 veículos no Sertões é uma marca incrível. Esse cenário das competições com UTVs também é reflexo do desempenho inigualável da família Can-Am Maverick, que como todos os produtos da marca conta com suporte completo de peças e acessórios no Brasil, o que garante a confiança dos pilotos”, concluiu Rosa.

Galeria de títulos da Can-Am no Sertões / categoria UTVs
2018 – Enrico Amarante / Breno Rezende – Can-Am Maverick X3
2017 – Bruno Varela / João Arena – Can-Am Maverick X3
2016 – Bruno Sperancini / Breno Rezende – Can-Am Maverick Xds
2015 – Bruno Sperancini / Lourival Roldan – Can-Am Maverick Xds
2014 – Vinícius Mota / Rafael Shimuk – Can-Am Maverick Xds
2013 – Carlo Collet / Marcos Lara – Can-Am Maverick Xds

Confira a programação e o roteiro completo dos Sertões 2019*:

21/8 – Quarta-feira – Campo Grande
10h – Abertura da área de box
Local: Feira Central de Campo Grande – Rua 14 de julho, 3.351 – Centro

22/8 – Quinta-feira – Campo Grande (MS)
10h às 18h – Secretaria de prova e vistoria administrativa
13h às 18h – Vistoria técnica
Local: Feira Central de Campo Grande – Rua 14 de julho, 3.351 – Centro

23/8 – Sexta-feira – Campo Grande (MS)
9h – Abertura da Vila Sertões ao público
10h às 14h – Vistoria técnica
Local: Feira Central de Campo Grande – Rua 14 de julho, 3.351 – Centro

12h – Coletiva de imprensa
Local: Novotel – Av. Mato Grosso, 5.555 – Carandá Bosque

13h – Carreata oficial
16h às 17h – Briefing motos, quadriciclos e UTVs
19h às 20h – Briefing equipes de apoio
Local: Feira Central de Campo Grande – Rua 14 de julho, 3.351 – Centro

24/8 – Sábado – Campo Grande (MS)
7h – Abertura da Arena Sertões – Local: Praça do Papa – Av. Alfredo Scaff, s/n
8h às 12h – Prólogo (tomada de tempo)
18h30 às 20h30 – Super Prime – oito mais rápidos em formato mata-mata
20h30 às 21h – Cerimônia de abertura
21h às 22h30 – Show de encerramento

25/8 – Domingo
1ª etapa – Campo Grande (MS) a Costa Rica (MS)
Deslocamento inicial – 20 km
Especial (Cronometrado) – 437 km
Deslocamento final – 30 km
Total do dia – 487 km

26/8 – Segunda-feira
2ª etapa – Costa Rica (MS) a Barra do Garças (MT)
Deslocamento inicial – 90 km
Especial (Cronometrado) – 533 km
Deslocamento final – 21 km
Total do dia – 644 km

27/8 – Terça-feira
3ª etapa – Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO)
Deslocamento inicial – 111 km
Especial (Cronometrado) – 403 km
Deslocamento final – 250 km
Total do dia – 764 km

28/8 – Quarta-feira
4ª etapa – São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)
Deslocamento inicial – 69 km|
Especial (Cronometrado) – 275 km
Deslocamento final – 226 km
Total do dia – 570 km

29/8 – Quinta-feira
5ª etapa – Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) – Maratona
Deslocamento inicial – 142 km
Especial (Cronometrado) – 330 km
Deslocamento final – 3 km
Total do dia – 475 km

30/8 – Sexta-feira
6ª etapa – São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona
Deslocamento inicial – 0 km
Especial (Cronometrado) – 535 km
Deslocamento final – 2 km
Total do dia – 537 km

31/8 – Sábado
7ª etapa – Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)
Deslocamento inicial – 2 km
Especial (Cronometrado) – 325 km
Deslocamento final – 628 km
Total do dia – 955 km

1/9 – Domingo
8ª etapa – Crateús (CE) – Aquiraz (CE)
Deslocamento inicial – 428 km
Especial (Cronometrado) – 18 km
Deslocamento final – 6 km
Total do dia – 452 km

Total de especiais – 2.858 km
Total da prova – 4.887 km

*As informações são fornecidas pela organização do evento e estão sujeitas a alterações após a conferência final do roteiro.

Publicado em CAN-AM, Can-Am no Sertões, Rally Cross Country

Bruno Varela assume a liderança dos UTVs no Brasileiro de Rally Baja

Piloto vence o Rally de Inverno, válido pela quarta etapa do campeonato nacional; Can-Am Maverick X3 é o UTV dos 23 primeiros colocados na prova em Lençóis Paulista (SP)
Fonte: Mundo Press

Bruno Varela a bordo do UTV Can-Am Maverick X3 no Brasileiro de Rally Baja 2019.   Crédito: Sanderson Pereira

Bruno Varela a bordo do UTV Can-Am Maverick X3 no Brasileiro de Rally Baja 2019. Crédito: Sanderson Pereira

Bruno Varela é o novo líder da categoria para UTVs no Campeonato Brasileiro de Rally Baja. Após vitória no Rally de Inverno, válido pela quarta etapa da competição nacional, o piloto paulista chegou à ponta da tabela a bordo do Can-Am Maverick X3. O UTV foi a escolha dos 23 primeiros colocados da prova, que teve dois dias de disputas e terminou neste domingo (28), em Lençóis Paulista (SP).

O trajeto total do Rally de Inverno somou 320 quilômetros, sendo 224 cronometrados. “Foi uma prova rápida, de muitas retas, em chão duro e com lombas. O Brasileiro de Rally Baja está muito disputado e tem sido definido nos mínimos detalhes. Tenho ótimas chances, vou em busca do título”, afirmou Bruno Varela, da equipe Can-Am Divino Fogão.

O piloto ainda destacou o desempenho do Can-Am Maverick X3, veículo bicampeão do Rally Dakar e tricampeão do Rally dos Sertões – competição que a Can-Am tem seis títulos consecutivos. “O UTV foi perfeito, teve um papel fundamental nessa vitória. O veículo já está lavado e pronto para o nosso próximo desafio, que é o Rally dos Sertões”, acrescentou Varela. O evento, considerado o maior rali do país, tem início no dia 24 de agosto em Campo Grande (MS).

Patrocinado pela Can-Am, o 3º Rally de Inverno também teve disputas para motos, quadriciclos e carros. A quinta e última etapa do Brasileiro de Baja está marcada para os dias 7 e 8 de dezembro, com local a ser confirmado pela organização do campeonato.

Resultados Rally de Inverno
Categoria UTVs

1 – #102 – BRUNO VARELA – 2:41:20.1 – Can-Am Maverick X3
2 – #104 – ANDRE HORT – 2:41:33.5 – Can-Am Maverick X3
3 – #154 – RICHARD FLITER – 2:42:13.3 – Can-Am Maverick X3
4 – #101 – RODRIGO VARELA – 2:42:18.3 – Can-Am Maverick X3
5 – #137 – OTAVIO LEITE – 2:43:52.7 – Can-Am Maverick X3

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

Rally de Inverno marca quarta etapa do Brasileiro de Rally Baja, em Lençóis Paulista (SP)

Líder da competição entre os UTVs é o mineiro Maurício Pena Rocha, com o Can-Am Maverick X3
Fonte: Mundo Press

Maurício Pena Rocha a bordo do UTV Can-Am Maverick X3. Crédito: Luciano Santos/DFotos/Mundo Press

Maurício Pena Rocha a bordo do UTV Can-Am Maverick X3. Crédito: Luciano Santos/DFotos/Mundo Press

O Campeonato Brasileiro de Rally Baja continua neste fim de semana (27 e 28) com o Rally de Inverno, válido pela quarta etapa da temporada 2019, em Lençóis Paulista (SP). A competição tem nos UTVs uma das categorias mais disputadas e a liderança da tabela está com o mineiro Maurício Pena Rocha, que acelera o Can-Am Maverick X3.

O trajeto contará na soma dos dois dias com 320 quilômetros, sendo 224 cronometrados. “Estamos muito fortes e constantes na liderança do campeonato. A prova em Lençóis Paulista será muito rápida, técnica, com muitos saltos e curvas de altas velocidades. Vamos com tudo em busca de mais uma vitória”, destaca Pena Rocha, da equipe UTV Off-Road Quadrijet Racing.

Em sua terceira edição, o Rally de Inverno conta com 44 UTVs inscritos. O grid conta com diversos pilotos de renome, como Deni do Nascimento (Sanáutica), Rodrigo Varela (Can-Am Divino Fogão) e  Deninho Casarini (Casarini Racing). A grande maioria dos veículos participantes é do modelo Can-Am Maverick X3, UTV bicampeão do Rally Dakar e tricampeão do Rally dos Sertões – competição que a Can-Am tem seis títulos consecutivos.

O Rally de Inverno conta com o patrocínio da Can-Am. Além da categoria UTVs, a prova tem disputas para motos e quadriciclos pelo Brasileiro de Rally Baja. Já os carros competem pelo Brasileiro de Rally de Velocidade.

Programação Rally de Inverno 2019
Base do evento: Recinto Facilpa – Av. Lázaro Brígido Dutra, 300 – Lençóis Paulista (SP)

Programação*
Sexta-feira (26/7)

8h às 17h00 – Secretaria de prova
13h30 às 18h00 – Vistorias técnicas
19h30 – Briefing
20h30 – Largada promocional

Sábado (27/7)
7h às 7h30 – Secretaria de prova
8h às 8h30 – Vistorias técnicas
9h – Largada

Domingo (28/7)
6h às 6h30 – Secretaria de prova
6h30h – Largada
15h30 – Premiação

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

Ações da Can-Am são destaque no Super Bananalama 2019

Líder do segmento de quadriciclos de alta potência e UTVs levou para o maior encontro de trilheiros do mundo diversas experiências para toda a família
Fonte: Mundo Press

Trilha do Super Bananalama 2019, patrocinado pela Can-Am, recebe 422 quadriciclos e UTVs.  Crédito: Rodolfo Oliari

Trilha do Super Bananalama 2019, patrocinado pela Can-Am, recebe 422 quadriciclos e UTVs. Crédito: Rodolfo Oliari

Patrocinadora do Super Bananalama pelo segundo ano consecutivo, a Can-Am, empresa do grupo canadense BRP, levou para a 13ª edição do maior encontro de trilheiros do mundo diversas ações que fizeram sucesso com o público. Durante quatro dias, 60 mil pessoas, de acordo com a Polícia Militar, passaram pelo Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Corupá (SC), a base do evento. A organização contabilizou 5.031 participantes na trilha de 60 quilômetros pelos famosos bananais da região, o recorde já registrado. Deste total de veículos, 422 eram quadriciclos e UTVs – um aumento de 40% em relação ao ano passado.

Quem visitou o estande da Can-Am, que teve o suporte da concessionária BRP Sanautica, conferiu de perto toda a linha de UTVs Defender, Maverick X3, Maverick Sport e Maverick Trail. Entre os quadriciclos, destaque para os modelos Outlander 570 a 1000cc. O público também pôde fazer test-drive nos produtos em uma pista exclusiva da marca.

Outra atração que chamou a atenção foi o imenso balão da Can-Am, que proporcionou aos clientes uma visão diferenciada do evento. “A cada Bananalama, nosso objetivo é nos superar, sempre com o foco no consumidor. Queremos conhecer mais o nosso público, que ele saiba que tem alguém por trás da marca que pode apoiá-lo no que precisar. Fizemos algumas atividades para as crianças presentes no evento e vamos disponibilizar as fotos de todos os participantes na trilha de quadriciclos e UTVs, como cortesia, independente da marca. A ideia é cada vez mais buscar interação com o nosso consumidor”, explica Adilson Gaspar, coordenador de marketing da BRP no Brasil.

A presença de muitas famílias no Super Bananalama 2019 representa o espírito da Can-Am. Por isso, dois integrantes da “Família Poeira” também se aventuraram com os modelos da marca pelas trilhas no meio dos bananais. Um dos principais nomes do off-road nacional, Reinaldo Varela, campeão do Rally Dakar na categoria UTVs, participou pela segunda vez do maior encontro de trilheiros do mundo.

“Falo para todo mundo conhecer e ter a experiência do Bananalama. Por se tratar de um passeio, com uma trilha tranquila, dá para vir todo mundo. A família inteira cabe em um Can-Am de quatro lugares. É uma ótima oportunidade para quem quer começar a brincar no off-road”, destaca Varela, que trocou o seu Can-Am Maverick X3 de competição por um Defender HD8 no encontro. Ele ainda trouxe um dos três filhos neste ano.

Estreante no evento, Rodrigo Varela ficou impressionado com o número de trilheiros. “Nunca vi nada parecido, a quantidade de gente é incrível. O público na cidade inteira vai acompanhando os pilotos. É bem legal, bem contagiante. Com certeza, a família Varela ano que vem estará presente de novo”, comenta. Para encarar o desafio, ele utilizou o Maverick Sport. “Foi muito gostoso o passeio. O veículo estava equipado com som, tinha bastante acessórios, deu para curtir muito a trilha e, claro, a lama”, completa.

Publicado em CAN-AM

Deni Nascimento e Idali Bosse assumem a liderança dos UTVs no Brasileiro de Rally Cross Country

A bordo do veículo Can-Am Maverick X3, dupla chega à ponta da tabela após vitória com temperaturas congelantes no Rally Caminhos da Neve, em São Joaquim (SC)
Fonte: Mundo Press

Rally Caminhos da Neve 2019 - Denisio Do Nascimento e Idali Bosse. Credito: Cadu Rolim

Rally Caminhos da Neve 2019 - Denisio Do Nascimento e Idali Bosse. Credito: Cadu Rolim

O piloto Deni Nascimento e o navegador Idali Bosse, da equipe Sanáutica, assumiram a liderança da categoria para UTVs no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. A dupla, que acelera o Can-Am Maverick X3, chegou à ponta da classificação após confirmar vitória no Rally Caminhos da Neve, em São Joaquim (SC). Com temperaturas congelantes, a prova válida pela terceira etapa da competição nacional incluiu dois dias de disputas e terminou neste domingo (7).

O 2º Rally Caminhos da Neve teve o percurso total de 370 quilômetros – 292 deles de especiais (trechos cronometrados). “Nós já sabemos que a região de São Joaquim é fria, mas fomos surpreendidos com temperaturas abaixo de zero. Com o vento, a sensação térmica era ainda mais gelada. Foi uma vitória congelante”, brincou o catarinense Deni Nascimento.

Os veículos Can-Am Maverick X3, modelo bicampeão do Rally Dakar, dominaram as quatro primeiras posições da categoria para UTVs. Além de serem os mais rápidos da classe, o tempo final de Nascimento e Bosse superou o de todos os competidores inscritos na prova, que ainda contou com categorias para motos e carros.

“As disputas dos UTVs estão muito acirradas no Campeonato Brasileiro, a diferença de pontos é muito pequena entre os primeiros colocados. A temporada 2019 passou pelo calor do Rio Grande do Norte, foi para o Jalapão e agora teve gelo no Rally Caminhos da Neve. O UTV Can-Am Maverick X3, como sempre, se adaptou facilmente a todos os tipos de terrenos. O próximo desafio será o Rally dos Sertões (entre 24 de agosto e 1º de setembro), as disputas prometem ainda mais equilíbrio”, concluiu Nascimento.

Resultados UTVs – 2º Rally Caminhos da Neve

1 – #101 – Denisio Do Nascimento / Idali Bosse – 04:24:30.34 – Can-Am Maverick X3
2 – #111 – Riamburgo Ximenes / Flávio Marinho – 04:31:05.06 – Can-Am Maverick X3
3 – #107 – Deninho Casarini / Luis Felipe Eckel – 04:38:07.98 – Can-Am Maverick X3
4 – #119 – Roberto Keller / Marcelo Almada – 04:41:30.01 – Can-Am Maverick X3

5 – #118 – Alexsandro Sizenando / Thiago Destro – 04:44:13.54

Publicado em CAN-AM, Rally Cross Country