Sertões 2019 – Deni Nascimento e Idali Bosse garantem título inédito dos UTVs

Can-Am comemora domínio da categoria para UTVs com sete títulos consecutivos; Can-Am Maverick X3 é o UTV das 16 duplas mais rápidas do rali.
Fonte: Mundo Press

Sertoes2019_DenisioNascimento_IdaliBosse_CreditoViniciusBranca_MundoPress

Sertoes2019_Deni Nascimento e Idali Bosse Credito_ViniciusBranca_MundoPress

Deni Nascimento e Idali Bosse são os novos campeões dos UTVs no Sertões, com o Can-Am Maverick X3. Atual tricampeã brasileira da categoria, a dupla catarinense garantiu o título de forma inédita após quase cinco mil quilômetros percorridos, mais de 2.600 deles de especiais, até a rampa de chegada da prova, montada neste domingo (1/9) em Aquiraz (CE). A largada foi no dia 25 de agosto, em Campo Grande (MS), sendo que o roteiro também passou por caminhos do Mato Grosso, Goiás, Tocantins e Piauí.

O feito representa o sétimo título consecutivo dos veículos assinados pela Can-Am no maior rali das Américas. O modelo Can-Am Maverick X3 mostrou porque é o atual bicampeão do Rally Dakar e dominou as 16 primeiras posições da classificação geral dos UTVs no Sertões 2019.

“O coração está acelerado. Batemos na trave nos últimos dois anos, mas finalmente conquistamos o tão sonhado título dos UTVs no Sertões. É uma alegria muito grande, agradeço a todos da nossa equipe e que torceram por nós. O UTV Can-Am Maverick X3 tem um desempenho impressionante, é muito confiável, e sem dúvidas teve um papel importantíssimo nessa conquista”, declara Deni Nascimento.

Na opinião de Idali Bosse, a navegação foi outro desafio a ser superado. “Foram quase cinco mil quilômetros, então foi preciso ter muita atenção na navegação. Havia muita informação na planilha, como advertências de perigo e mudanças de roteiro. Chegamos aqui com 100% de aproveitamento e é uma honra ser campeão dos UTVs no Sertões 2019”, conclui. A dupla conta com o apoio da concessionária BRP Sanautica.

Para completar o Top 5 dos UTVs, a conhecida “Família da Poeira” também foi destaque na prova. O patriarca Reinaldo Varela foi o vice-campeão da prova, ao lado do navegador Gustavo Gugelmin. Rodrigo Varela, o filho mais velho de Reinaldo, foi o terceiro mais rápido do rali com o navegador Fábio Pedroso. Já Bruno Varela, o filho caçula, ficou em quarto lugar, ao lado de Gustavo Bortolanza. A quinta colocação ficou com Gabriel Cestari e Jhonatan Ardigo.

Classificação final dos UTVs após oito etapas (extraoficial)

1 – #202 – DENI NASCIMENTO/IDALI BOSSE – 33:32:38.3 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #210 – REINALDO VARELA/GUSTAVO GUGELMIN – 33:52:12.4 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #216 – RODRIGO VARELA/FÁBIO PEDROSO – 34:03:39.7 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #225 – BRUNO VARELA/GUSTAVO BORTOLANZA – 34:19:24.8 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #212 – GABRIEL CESTARI/JHONATAN ARDIGO – 34:49:06.2 – CAN-AM MAVERICK

Resultados 8ª etapa (extraoficial)
1 – #225 – BRUNO VARELA/GUSTAVO BORTOLANZA – 00:11:18.3 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #216 – RODRIGO VARELA/FÁBIO PEDROSO – 00:11:34.2 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #249 – CHARLES MARTINS/GEORGE ARAUJO – 00:11:37.7 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #251 – VINICIUS MOTA/ARTUR TEIXEIRA – 00:11:48.5 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #211 – RIAMBURGO XIMENES/FLAVIO FRANCA – 00:12:04.3 – CAN-AM MAVERICK X3

Sobre canam

Blog oficial Can-Am Off-Road Brasil.
Esta entrada foi publicada em Can-Am no Sertões e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.