Faltam três meses para o início do Rally dos Sertões

Competição vai contar com carros, motos, UTVs e quadriciclos
Fonte: Moto Adventure

Piloto Bruno Varela Foto: Haroldo Nogueira

Piloto Bruno Varela Foto: Haroldo Nogueira

Faltam três meses para o início da programação oficial da edição de 25 anos do Rally dos Sertões. No dia 16 de agosto será aberta a área de boxe no Autódromo Internacional de Goiânia (GO) para receber carros, motos, UTVs e quadriciclos. A prova terá 2.793 quilômetros, pelos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A maior competição off-road do país conta com 233 inscritos. Pilotos e navegadores que representam todas as regiões do Brasil, além de competidores de outros países. Após a largada em Goiânia (dia 20 de agosto), a caravana da prova segue em direção a Goianésia (GO), Santa Terezinha de Goiás (GO) e Aruanã (GO). Depois vai para Barra do Garças (MT), e entra no Mato Grosso do Sul, onde serão realizadas as três últimas etapas, em Coxim (MS), Aquidauana (MS) e a chegada em Bonito (MS).

Confira a programação:

16/08/2017 – Abertura Área de Box no Autódromo Internacional de Goiânia.

17/08/2017 – Vistorias Administrativas e Técnicas no Autódromo Internacional de Goiânia.

18/08/2017 - Vistorias Administrativas e Técnicas no Autódromo Internacional de Goiânia.

19/08/2017 - Prólogo e Largada Promocional.

20/08/2017 – 1ª Etapa – Goiânia (GO ) – Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 120 km. Especial (trecho cronometrado) – 310 km. Deslocamento final – 130 km

Total do dia – 560 km

21/08/2017 – 2ª Etapa – Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 54 km. Especial (trecho cronometrado) – 272 km. Deslocamento final -3 km

Total  do dia – 329 km

22/08/2017 – 3ª Etapa – Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 1 km. Especial (trecho cronometrado) – 270 km. Deslocamento final – 15 km

Total do dia – 286 km

23/08/2017 – 4ª Etapa – Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 120 km. Especial (trecho cronometrado) – 240 km. Deslocamento final – 70 km

Total do dia – 430 km

24/08/2017 – 5ª Etapa – Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 42 km. Especial (trecho cronometrado) – 260 km. Deslocamento final – 130 km

Total do dia – 432 km

25/08/2017 – 6ª Etapa – Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 56 km. Especial (trecho cronometrado) – 240 km. Deslocamento final – 30 km

Total do dia – 326 km

26/08/2017 – 7ª e última etapa – Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 120 km. Especial (trecho cronometrado) – 230 km. Deslocamento final – 80 km

Total do dia – 430 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 2.793 km
Especiais (trechos cronometrados) – 1.822 km (65,23%)
Cerimônia de Premiação

Rally é com Can-Am ;)

Publicado em CAN-AM, Can-Am no Sertões Com a tag , , , , , , , , , , , , , |

São Paulo e Rio: trilhas perfeitas para os amantes do off-road

Trilhas com graus de dificuldade para toda a sorte de aventureiros são boas opções de lazer nos dois estados. Há caminhos que contam curiosidades sobre a história do Brasil e ainda proporcionam contato com a natureza
Fonte: Discovery

Foto: Quadricenter

Foto: Quadricenter

Pinheirinho

A trilha, na região da Serra da Cantareira, contém erosão, barro na pista e subidas íngremes. Para acessá-la, é preciso dirigir até a Estrada da Roseira, no município de Mairiporã. O local de partida para a Trilha do Pinheirinho é o Bar do Pedrão. Localizado no Km 6 da Estrada da Roseira, o espaço recebe trilheiros da Serra da Cantareira desde os anos 1980 e é ideal para o descanso antes da volta para a casa. De Mairiporã: Vá pela rodovia Fernão Dias (BR-381), siga pela estrada da represa e pegue a rotatória Estrada da Roseira. De São Paulo, siga em direção norte pela avenida Nova Cantareira em direção à Rua Manuel Tarnovschi; vire à direita na avenida Senador José Ermírio de Moraes e depois novamente à direita na Estrada Juqueri-Mirim. Siga pela avenida Roseira.

Fazenda Santa Rosa

Está situada em uma região rica em nascentes, na cidade de Atibaia. Possui grandes erosões, atoleiros e trechos de barro e areia. Boa opção para grupos e motoristas iniciantes — como está em uma fazenda particular, há equipes de apoio para os jipeiros. O caminho, em uma região rica em nascentes na cidade de Atibaia, é feito em terreno diversificado (grandes erosões, atoleiros e trechos de barro e areia) e com nível de dificuldade médio. “Todos os trechos mais desafiadores têm o que chamamos de ‘aborto’, para quem não quer forçar muito o carro ou não está seguro”, conta Paulo Loesch, proprietário da fazenda. Acesso pela Rodovia Dom Pedro I.

Super Bonder

Com inicio em Itaipava, a trilha tem grau de dificuldade alto e é aconselhada para quem possui experiência. “A trilha tem esse nome porque o carro cola [no solo] mesmo”, diz o guia de turismo e fundador da agência especializada Jeep Eco Tour, Jerônimo Pinheiro.

Caminho do Imperador

Procurada por jipeiros especialmente quando chove e há formação de lama, a travessia “Caminho do Imperador” é boa escolha para quem busca uma trilha com dificuldade moderada. Além dos atrativos naturais, o percurso, localizada em Paty do Alferes, conta um pouco da história do Brasil. “Essa trilha era feita por D. Pedro II, que percorreu diversas vezes o caminho”, conta o guia de turismo e fundador da agência especializada Jeep Eco Tour, Jerônimo Pinheiro. Quem se aventurar pelo Caminho do Imperador encontrará cenários que dão vistas à Baía da Guanabara.

E lembre-se: off-road não é só adrenalina. Atente-se para os itens de segurança e preservação da natureza.

Off-Road é com a Can-Am! ;)

Publicado em CAN-AM Com a tag , , , , , , , |

Grupo de quadriciclos e UTVs explora o Jalapão, no Tocantins

Expedição de 922 quilômetros reúne 21 veículos Can-Am e passa pelos principais pontos turísticos da região
Fonte: Mundo Press

Expedição no Jalapão organizada pela GP Powersports Crédito: Divulgação/GP Powersports

Expedição no Jalapão organizada pela GP Powersports Crédito: Divulgação/GP Powersports

As belezas do Jalapão, no Tocantins, foram o grande atrativo de uma expedição off-road que reuniu 17 UTVs e quatro quadriciclos da Can-Am. A aventura teve cinco dias de duração e 922 quilômetros percorridos pelos principais pontos turísticos da região, no início de maio. Muitas vezes comparado a um deserto, o Jalapão ocupa área de 34,1 mil km e traz cerrado, caatinga e vegetação rasteira, com dunas de areias douradas que atingem até 30 metros de altura.

“Reunimos 39 participantes, além do nosso staff de sete pessoas, e foi um sucesso”, contou Júlio Cabizuca, da GP Powersports, concessionária BRP responsável pela organização. “O passeio teve clima familiar, harmonia e muita interatividade. É impressionante como as viagens off-road promovem a amizade. Todos que não tinham contato com quadris e UTVs se apaixonaram pela atividade, como foi o caso de algumas mulheres que acompanharam seus maridos pela primeira vez”, continuou.

O roteiro reuniu diversas atrações. “Passamos por lugares incríveis, como a Pedra Furada, Rio Vermelho, Rio do Sono, Cachoeira da Formiga, Cachoeira da Fumaça e o povoado de Mumbuca, próximo a Mateiros, onde surgiu o artesanato com capim dourado. Fizemos questão de comprar as peças diretamente dos produtores, o que rendeu mais de 10 mil reais de lucro para a comunidade e uma linda homenagem dos filhos dos moradores, que cantaram para nós em agradecimento. Foi emocionante”, descreveu Cabizuca.

A viagem transcorreu no tempo certo e sem acidentes. “Fizemos uma programação detalhada, mas sem precisar apressar ninguém nos lugares. Todos curtiram o tempo que quiseram, sem preocupações e com toda a infra-estrutura. Levamos veículos reserva e mecânicos, para qualquer ocorrência, mas eles trabalharam muito pouco, mais na manutenção básica dos veículos ao final do dia. Conseguimos o objetivo principal, que era fazer com que todos ‘desligassem’ de seus deveres diários e preocupações”, concluiu.

A GP Powersports é concessionária BRP em Belo Horizonte (MG) e também organiza passeios curtos para quadriciclos e UTVs aos finais de semana. A próxima expedição está marcada para o fim de outubro, entre Fortaleza (CE) e Natal (RN). Para mais informações sobre os eventos, os interessados devem entrar em contato com a equipe da GP Powersports no telefone (31) 3342-2190.

Publicado em BRP CAN-AM ADVENTURE TOURS, CAN-AM Com a tag , , , , , , , , , , , , |

Concessionária BRP Boreal chega a Campo Grande (MS)

Com localização estratégica, revenda oferece suporte completo na comercialização e assistência dos produtos Can-Am, Sea-Doo e Evinrude
Fonte: Mundo Press

Nova concessionária BRP Boreal em Campo Grande (MS) Crédito: Divulgação/Boreal

Nova concessionária BRP Boreal em Campo Grande (MS) Crédito: Divulgação/Boreal

A inauguração da concessionária BRP Boreal é a grande novidade em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A revenda autorizada possui localização estratégica, na saída para Três Lagoas, e oferece suporte completo na comercialização e assistência técnica dos produtos assinados pelo grupo canadense. Seja na água ou na terra, a região possui diversas opções para a utilização das motos aquáticas Sea-Doo, dos motores de popa Evinrude e dos veículos da Can-Am.

“O mercado de produtos powersports em Campo Grande sempre existiu e havia uma demanda para atender o público”, disse Guilherme Ribeiro, um dos proprietários do Grupo Rivesa, de Maringá (PR), responsável pelo novo empreendimento. “A região possui diversas opções de trilhas, para os quadriciclos e UTVs da Can-Am, e estradas, para o roadster Can-Am Spyder. As represas são ideais para as motos aquáticas Sea-Doo e o Pantanal é um verdadeiro play ground para os amantes da pesca e clientes Evinrude.”

A Boreal possui mais de mil metros quadrados de área física, com amplo estacionamento. “Além do show room, temos boutique de produtos e acessórios oficiais, assistência técnica e suporte em peças, ou seja, oferecemos atendimento completo. O lay out da loja foi feito em ‘quatro mãos’, com todo o suporte da equipe da BRP, e traz o espírito das marcas. A localização é estratégica, já que o ponto é nobre e fica próximo a condomínios de luxo da região”, continuou Ribeiro.

“O contato com a BRP teve início no meio do ano passado e, desde sempre, fomos muito bem recebidos. A ideologia do grupo canadense está muito alinhada com o estilo organizacional da Rivesa”, concluiu. A Boreal também irá promover eventos e passeios para os usuários dos produtos BRP. O primeiro deles será no final deste mês de maio, uma expedição na Serra da Canastra, em Minas Gerais, exclusiva para UTVs Can-Am.

Publicado em CAN-AM Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , |

Brasileiros vivem aventura no Marrocos com os quadris e UTVs Can-Am

Expedição organizada pela Villa Motorsports inclui 10 veículos, nove dias de programação e mil quilômetros percorridos nas areias do Sahara e região.
Fonte: Mundo Press

Expedição para quadris e UTVs da Villa Motorsports no Marrocos Crédito: Divulgação/Villa Motorsports

Expedição para quadris e UTVs da Villa Motorsports no Marrocos Crédito: Divulgação/Villa Motorsports

As areias do Marrocos ficarão para sempre na memória de 10 brasileiros, que conheceram diversos ângulos do país a bordo dos quadriciclos e UTVs da Can-Am. A aventura off-road incluiu nove dias de programação, contato direto com a cultura local e mil quilômetros percorridos, incluindo trilhas e regiões que fizeram parte do Rally Dakar.

O grupo contou com representantes de Brasília (DF), Barreiras (BA), Vitória da Conquista (BA) e Palmas (TO) no final de abril, sendo que cada participante pilotou um veículo. Fizeram parte da frota cinco quadriciclos Can-Am Outlander e cinco UTVs Can-Am, dos modelos Maverick e Commander. A expedição teve estrutura completa e foi organizada pela Villa Motorsports, concessionária dos produtos BRP em Goiânia (GO) e em Brasília (DF).

“Foi uma experiência de vida inesquecível, uma viagem maravilhosa pelo interior do Marrocos”, contou Érico Bizzo, da Villa Motorsports. O roteiro foi muito além dos roteiros turísticos tradicionais. “Passamos por areias e oásis do deserto do Sahara, regiões históricas, tribos e povoados do deserto e diversas cidades, como Marrakech, Ouarzazate, Merzouga e Zagora”, continuou.

A cada quilômetro, o grupo descobriu novas atrações. “Dormimos em acompamento Tuareg, visitamos mercados com suas especiarias, cobras naja e tapetes persa e encontramos muita diversão nas imensas dunas do deserto, onde a areia é mais compacta e ótima para acelerar”, continuou, frisando que não houve qualquer tipo de problema pelo caminho.

“A expedição teve suporte completo, incluindo guias que falam português, e índice zero de quebras e acidentes. O Marrocos é um país extremamente seguro e receptivo, com paisagens incríveis e um povo bastante amável”, concluiu Bizzo. A Villa Motorsports é referência na organização de passeios nacionais e internacionais para quadris e UTVs. Os interessados devem entrar em contato nos telefones 61 3033-2266 (loja de Brasília) e 62 3225-1575 (Goiânia).

Publicado em CAN-AM Com a tag , , , , , , , , , , |

Bruno Varela assume a liderança dos UTVs no Brasileiro de Rally Baja

Piloto confirma resultado após o Rally Cuesta Off-Road, que teve domínio dos novos UTVs Can-Am Maverick X3 X RS em Botucatu (SP)
Fonte: Mundo Press

Bruno Varela a bordo do UTV Can-Am Maverick X3 X RS no Rally Cuesta Off-Road 2017 Foto: Luciano Santos / DFotos

Bruno Varela a bordo do UTV Can-Am Maverick X3 X RS no Rally Cuesta Off-Road 2017 Foto: Luciano Santos / DFotos

Bruno Varela assumiu neste domingo (7) a liderança da categoria para UTVs no Campeonato Brasileiro de Rally Baja. A confirmação veio com o segundo lugar no Rally Cuesta Off-Road, vencido pelo experiente Edu Piano, em Botucatu (SP). Os dois competidores aceleraram o novo Can-Am Maverick X3 X RS, que dominou nada menos que as sete primeiras colocações dos UTVs nos resultados acumulados.

Em sua 11ª edição, a prova no interior paulista foi patrocinada pela Can-Am e valeu como quinta e sexta etapas do Brasileiro. Foram dois dias de disputas, com mais de 400 quilômetros, e desafios variados como pedras, lombas, poças e terreno acidentado. Outros destaques foram Valdir Aparecido do Amaral (equipe Quadrijet/Amaral’s Racing), o mais rápido da classe UTV Over 45, e Vinícius Gomes da Silva, que ganhou a UTV Production.

A briga pelo título nacional está pegando fogo. Até o momento, os protagonistas são o líder Bruno Varela e o seu irmão, Rodrigo, que caiu para a segunda colocação na tabela da classificação geral e da UTV Pró. “Fiquei muito perto da vitória no Rally Cuesta Off-Road, mas estou bastante feliz com o resultado. É a primeira vez que chego à liderança na divisão dos UTVs no Brasileiro e espero manter a posição até o final”, comentou Bruno Varela.

A prova também ficará na lembrança de Edu Piano, detentor de sete títulos no Rally dos Sertões (seis entre os caminhões e um de carro). “Foi a primeira vitória da minha carreira entre os UTVs. Disputei o Sertões e algumas provas no ano passado, e desde a primeira vez que andei no UTV Can-Am soube que seria a minha nova categoria. O Maverick X3 X RS é simplesmente fantástico e ainda não encontrei o limite do veículo”, concluiu.

Resultados UTVs – Rally Cuesta Off-Road 2017
1 – #131 – EDU PIANO – 5:07:41 – Can-Am Maverick X3 X RS
2 – #104 – BRUNO VARELA – 5:08:05 – Can-Am Maverick X3 X RS
3 – #103 – ANDRE HORT – 5:19:44 – Can-Am Maverick X3 X RS
4 – #110 – VALDIR APARECIDO DO AMARAL – 5:23:11 – Can-Am Maverick X3 X RS
5 = #125 – GABRIEL DE PAULA CESTARI – 5:31:48 – Can-Am Maverick X3 X RS
6 – #119 – FABIO CITRO – 5:36:19 – Can-Am Maverick X3 X RS
7 – #114 – VINICIUS GOMES DA SILVA – 5:37:33 – Can-Am Maverick X3 X RS
8 – #120 – RENATO MEINBERG – 5:40:11
9 – #143 – NICOLAI UZZUN – 5:50:31
10 – #144 – MAURICIO MASSON – 5:52:43

Ação social – O projeto Ideia Fixa também marcou presença no Rally Cuesta Off-Road. Além da realização da peça de teatro, foram distribuídos kits com produtos de higiene pessoal e beleza, material escolar e livros infantis para 87 crianças.

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja Com a tag , , , , , , , , , , , |

UTVs prometem altas velocidades no Brasileiro de Rally Baja

Liderada por Rodrigo Varela com o Can-Am Maverick X3 X RS, categoria tem 35 inscritos no Rally Cuesta Off-Road, neste fim de semana em Botucatu (SP)
Fonte: Mundo Press

Rodrigo Varela, líder dos UTVs no Brasileiro de Rally Baja, a bordo do novo Can-Am Maverick X3 X RS Crédito: Doni Castilho/DFotos

Rodrigo Varela, líder dos UTVs no Brasileiro de Rally Baja, a bordo do novo Can-Am Maverick X3 X RS Crédito: Doni Castilho/DFotos

Os UTVs ditam o ritmo do Campeonato Brasileiro de Rally Baja e prometem altas velocidades neste fim de semana (6 e 7), nas trilhas de Botucatu (SP). Patrocinado pela Can-Am, o 11º Rally Cuesta Off-Road será válido como a quinta e a sexta etapas da competição. A categoria para UTVs possui o maior grid da prova, com 35 inscritos, sendo que as disputas ainda envolvem quadriciclos, motocicletas e carros.

O líder dos UTVs é o piloto Rodrigo Varela, seguido pelo seu irmão, Bruno Varela. Eles aceleram o novo UTV Can-Am Maverick X3 X RS, que nas etapas anteriores do Campeonato Brasileiro chegou a ocupar as cinco primeiras posições da classificação geral, na frente de todas as outras categorias. “A classe dos UTVs subiu muito de nível com a chegada do Can-Am Maverick X3. O veículo já provou que é rápido tanto em trechos curtos como longos, por isso as expectativas são as melhores para Botucatu”, disse Rodrigo Varela.

“Por enquanto a briga pelo título brasileiro está em casa, mas o meu irmão e os outros competidores também querem ganhar e não posso ficar tranquilo”, continuou. A caminho do interior paulista, Deninho Casarini aparece em terceiro lugar na tabela do Brasileiro. “Eu ganhei o Rally Cuesta em 2014 e espero repetir o resultado. A prova é bastante técnica e veloz”, analisou Casarini.

O evento terá 201 quilômetros de percurso por dia, incluindo 164,66 de trechos cronometrados (especiais). Com paisagens da Serra da Cuesta, o trajeto inclui grande variedade de obstáculos, como pedras, lombas e poças, além de terreno acidentado. O grid dos UTVs ainda destaca os pilotos Enrico Amarante, Edu Piano, Gabriel Cestari, Daniel Mahseredjian e Vinícius Gomes da Silva – todos a bordo do Can-Am Maverick X3 X RS.

A equipe Quadrijet Racing, em parceria com a Yoda Racing e a Amaral’s Racing, também entra forte na briga. Os pilotos Gustavo Lapertosa, José Mauro de Almeida, Valdir Aparecido do Amaral e Wilker de Campos representam o time com o Can-Am Maverick X3 X RS. “Estamos indo para vencer, com muita vontade de acelerar”, avisou José Roberto Aguilar, proprietário da Quadrijet, concessionária dos produtos BRP em Nova Lima (MG). “Outro grande objetivo é a diversão, formamos uma grande família e o clima sempre é de confraternização nos bastidores”, concluiu.

Ação social – A solidariedade tem vez na programação do Rally Cuesta Off-Road. O projeto Ideia Fixa, apoiado pela Can-Am, irá comandar as ações sociais às 15h desta sexta-feira (5) na EMEFEI Raul Torres, em Botucatu. Com a presença de 87 crianças, os voluntários farão apresentação de teatro com personagens criados especialmente para o evento. Haverá distribuição de kits com produtos de higiene pessoal e beleza, material escolar e livros infantis.

“A educação é um legado que a criança leva para toda vida. Por meio do esporte, mais especificamente do rally, decidimos realizar este trabalho e plantar boas ideias”, disse Tânia Mara Carvalho, idealizadora do Ideia Fixa. O projeto possui 15 anos de atuação e já distribuiu muito carinho e mais de 207 toneladas de doações em 16 Estados brasileiros.

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , |

Na Serra Fluminense – Off-Road

Em meio às montanhas do Rio de Janeiro, Cantagalo oferece cenários históricos e trilhas de off-road
Fonte: Moto Adventure

Foto: Iuri Garcia

Foto: Iuri Garcia

Elencar os atrativos do Estado do Rio de Janeiro é tarefa ingrata. Para a maioria, o que primeiro vem à mente são as belas praias, o Cristo Redentor, o Jardim Botânico e o bondinho do Pão de Açúcar. Ou, então, as paisagens de Petrópolis, Teresópolis ou Friburgo. Porém, nem sempre se fala da região centro-norte fluminense, pouco conhecida pela maioria dos turistas. E olhe que, por lá, não faltam lugares bacanas, especialmente se você curte off-road.

CANTAGALO

A cidade de Cantagalo, por exemplo, é simpática e tem uma história que nos remete ao tempo em que a região era habitada pelos índios Goytacazes e Coroados. Até que, por volta de 1761, um aventureiro português, Manoel Henriuqes, começou a desbravar a região em busca de ouro e atravessou o Rio Paraíba do Sul rumo ao Rio Macacu. Em seu rastro vieram outros desbravadores, mas que não encontraram ouro. Porém, viram que a terra era fértil e iniciaram a exploração agrícola de Sertões de Macacu.

Em 1786, a região passou a ser denominada Cantagalo e ganhou imensas plantações de café, milho, feijão e cana-de-açúcar. Na época, a região também era chamada de “Celeiro da Terra Fluminense”. Em 1806, foi elevada a Distrito, com o nome de “Nova Minas de Cantagalo”. Em 1814, passou a ser o município de São Pedro de Cantagalo e, em 1857, tornou-se cidade.

Boas estradas levam até Cantagalo. Há opções a partir do Rio de Janeiro (RJ) via Teresópolis, ou Petrópolis e Friburgo. Para quem é de São Paulo, uma dica é ir pela Rodovia Presidente Dutra e, a partir de Volta Redonda, seguir para a região do Vale do Café, sentido de Vassouras e, depois, Três Rios, Além Paraíba e Cantagalo. Ao chegar à cidade, passeie pelo centro e conheça o Palacete Gavião, de 1860, em estilo neoclássico. Veja, também, a Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento, construída em 1876 e restaurada em 1951 e em 1989. Outros lugares legais são o Coreto, construído em 1924, e o Fórum de Cantagalo, de 1890 e tombado pelo Patrimônio Histórico. Também é interessante visitar alguns logradouros centenários da região, como a Fazenda Sossego, em Euclidelândia, ou a Fazenda Boa Vista, de 1778, construída por suíços.

EUCLIDES DA CUNHA

Aproveite o “tour” para conhecer o Memorial a Euclides da Cunha, exatamente no local onde o escritor nasceu. Depois, siga para o Museu Casa Euclides da Cunha, que reúne todas as obras do autor, além de alguns de seus documentos e pertences.

Euclides da Cunha nasceu em Cantagalo, a 20 de janeiro de 1866, na Fazenda Saudade. Em 1887, a convite do jornal “O Estado de São Paulo”, foi a Canudos acompanhar a famosa rebelião liderada por Antônio Conselheiro e escreveu os apontamentos iniciais de “Os Sertões”, que seria finalizado em 1900 e que se tornaria um clássico da literatura brasileira.

O PALCO DA AVENTURA

A Fazenda Gamela Eco Resort é a grande estrela da região em termos de hospedagem e lazer. Em meio a uma linda mata nativa, a fazenda oferece muito conforto e uma típica comida do interior, feita no fogão à lenha. Para quem curte off-road, há até uma pista própria para isso dentro da propriedade. Sem mencionar as inúmeras trilhas da fazenda e nos arredores.

ATVS E TRILHAS

O pessoal da Quadricenter, de Niterói (RJ), realiza um encontro anual para os amantes dos ATVs na Fazenda Gamela. É necessário fazer reserva antecipadamente, pois o resort fica lotado nos finais de semana em que o evento acontece. O primeiro dia é reservado para se pilotar nas trilhas da região. No segundo, acontece algum rally de regularidade ou gincana off-road. Uma vez que a região é de montanhas, a diversão é garantida – este ano, os pilotos cruzaram áreas em meio a fazendas (com muitos aclives e declives), passaram por trechos erodidos e outros de mata fechada, ou no meio de plantações de eucaliptos e pastagens de gado. A maioria dos pilotos era do Rio de Janeiro, mas paulistas e mineiros também marcaram presença. O companheirismo deu o tom, o que foi ótimo – afinal, manter mais de 50 ATVs em meio a trilhas que alternam trechos rápidos e técnicos não é fácil!

FAMÍLIA

Outro aspecto que agrega ao encontro é seu tom “familiar”. Os pilotos de ATVs comparecem com esposas, filhos e parentes. É bacana ver a alegria das crianças (que ainda não podem ir à trilha) acompanhando os pais e mães se prepararem para a largada. Diversão irrestrita e sem contra-indicações!

QUADRICENTER

Concessionária Can-Am BRP, localizado em Niterói, na Estrada Francisco da Cruz Nunes, 1824, a Quadricenter tem serviços de compra e venda de ATVs e produtos Can-Am BRP. Além disso, tem uma extensa agenda de eventos para quem curte trilhas e passeios. Por lá são montadas expedições, como Rio de janeiro (RJ) a Porto Seguro (BA), trilhas em Penedo (RJ) e Visconde de Mauá (RJ), Expedição ao Pantanal (MT) ou ao sul do Brasil. Leonardo Latanzi é quem capitaneia tudo. Acesse www.quadricenter.com.br.

SERVIÇOS

FAZENDA GAMELA ECO RESORT

(21) 2220-3731 / (22) 2555-5516

Estrada Cantagalo – Carmo, Km 20. Cantagalo (RJ)

Este resort possui completa infra-estrutura de lazer, excelente restaurante e diversas atrações ligadas aos esportes de aventura. Oferece cinco opções de hospedagem, todas com muito charme, conforto e requinte. www.gamela.com.br

TRILHAS PELA SERRA FLUMINENSE

Para saber mais sobre o calendário de trilhas

(de motos e quadris), a dica é acessar www.trilheiro.com.br

Publicado em BRP CAN-AM ADVENTURE TOURS, CAN-AM Com a tag , , , , , , , , , , , |

Embaixadores Can-Am reforçam do que os UTVs Maverick X3 são capazes

Nas competições ou nos momentos de lazer, “Família da Poeira”, Deninho Casarini e Lucas Barroso aceleram o revolucionário lançamento da marca canadense.
Fonte: Mundo Press

Eles são apaixonados pelo off-road e disputam as principais competições de rally do país a bordo do UTV Maverick X3, lançamento da Can-Am para 2017. Mais que isso, aceleram o revolucionário veículo off-road nos momentos de lazer, que incluem passeios e expedições para lugares paradisíacos, onde poucos conseguem chegar. A “Família da Poeira”, Deninho Casarini e Lucas Barroso são os embaixadores Can-Am no Brasil e têm a missão de divulgar o espírito do Maverick X3, que elevou a categoria dos UTVs ao próximo nível.

A máquina já demarcou seu espaço e estreou no calendário nacional de forma avassaladora. Nas provas de abertura do Brasileiro de Rally Baja, os veículos Maverick X3 chegaram a ocupar as cinco primeiras posições da classificação geral, entre motocicletas, quadriciclos e carros. As expectativas são as melhores para a temporada de competições e incluem a defesa do título dos UTVs no Rally dos Sertões pela família de veículos Can-Am Maverick, atual tetracampeã.

“O Maverick X3 tem design arrojado e foi desenvolvido para ir além em todos os sentidos. Está pronto para oferecer performance de alto rendimento, conforto, segurança e pleno controle em qualquer tipo de terreno”, explicou Henrique Rosa, gerente de marketing para a América Latina da BRP, grupo responsável pela Can-Am. “Os embaixadores têm relacionamento próximo com a marca, histórico de títulos nas competições e profundo conhecimento do produto. Ou seja, são canais de comunicação importantes com o público”, continuou.

Os embaixadores respiram o off-road e encontraram no Maverick X3 uma forma única de diversão. “Seja nas competições, nas trilhas aos finais de semana, expedições com os amigos ou no passeio em família. Os embaixadores Can-Am levam a bandeira do Maverick X3 onde forem e mostram o que os UTVs são capazes de proporcionar em termos de desempenho e, principalmente, de qualidade de vida aos usuários”, finalizou Henrique Rosa. Saiba mais sobre os embaixadores:

Família da Poeira – A “Família da Poeira”, de São Paulo, é formada pelo piloto Reinaldo Varela e seus filhos, Rodrigo, Gabriel e Bruno. O patriarca compete há mais de 35 anos e conquistou o bicampeonato mundial de rally cross country (categoria T2), além de dois títulos na classificação geral dos carros no Rally dos Sertões. Os filhos seguem a mesma trilha de vitórias, a bordo dos UTVs da família Can-Am Maverick.

Rodrigo, o primogênito, foi campeão brasileiro de rally baja pela classe UTV Pró e do Sertões Series. Após confirmar dois títulos no Brasileiro de Baja e um no Brasileiro de Rally Cross County entre os quadriciclos, Gabriel Varela migrou para a categoria dos UTVs e seguiu na dianteira. Ele é o atual campeão brasileiro de rally baja (geral e UTV Turbo) e da classe UTV Pró do Rally dos Sertões.

Piloto Rodrigo Varela Foto: Doni Castilho

Piloto Rodrigo Varela Foto: Doni Castilho

Em 2017, Gabriel disputa temporada nos Estados Unidos e já conquistou resultado inédito para o Brasil: a taça da classe UTV Unlimited Pro na lendária prova off-road Mint 400. O caçula Bruno, que entrou na equipe Can-Am esse ano, é outro jovem talento do esporte e já tem no currículo um título no Brasileiro de Baja (classe UTV Production) e a terceira colocação entre os UTVs do Rally dos Sertões. A bordo do Can-Am Maverick X3 X RS, Rodrigo e Bruno são os atuais líder e vice-líder do Brasileiro de Baja, respectivamente.

Piloto Bruno Varela Foto: Doni Castilho

Piloto Bruno Varela Foto: Doni Castilho

“É uma honra para a Família da Poeira ter esse reconhecimento da Can-Am e da BRP. A iniciativa é inovadora, traz ainda mais credibilidade para todos”, disse Reinaldo Varela, que segue competindo entre os carros mas utiliza o Maverick X3 constantemente em passeios e eventos. Gabriel completou: “Os produtos BRP têm muita identidade com o nosso estilo de vida. Assim como a Família da Poeira, os UTVs Can-Am Maverick X3 têm DNA de corrida”.

Piloto Gabriel Varela Foto: Divulgação / Divino Fogão Rally Team - Can-am team

Piloto Gabriel Varela Foto: Divulgação / Divino Fogão Rally Team - Can-am team

Deninho Casarini – O relacionamento do piloto paulista Deninho Casarini com a BRP é antigo. Ele é concessionário desde 2002 com as lojas Casarini. Ao lado da Sea-Doo, foi tricampeão mundial de motos aquáticas e, em 2013, migrou para a terra, sempre a bordo dos UTVs da família Can-Am Maverick.

Piloto Deninho Casarini Foto: Luciano Santos

Piloto Deninho Casarini Foto: Luciano Santos

De cara, conquistou o vice-campeonato brasileiro de rally baja e o desejado título nacional foi alcançado em 2016, pela classe UTV Pró. “A nossa parceria ajudou muito a desenvolver a BRP no Brasil e a fábrica sempre me apoiou em tudo. Além das provas, também utilizo o Maverick X3 em passeios e expedições e posso afirmar que o veículo é incomparável. É uma honra representar a Can-Am dentro e fora do universo off-road, que é uma grande família.”

Lucas Barroso – Lucas Barroso é outra referência no segmento e representa muito bem os competidores da região Nordeste nas principais provas de rally. O cearense construiu a sua carreira off-road acelerando os UTVs Can-Am Maverick e é o responsável pelo primeiro título do X3 em solo nacional. Com o lançamento da Can-Am, ele assegurou o tetracampeonato do Rally Piocerá / Cerapió. O piloto ainda é bicampeão cearense de Rally de Regularidade e campeão potiguar de Rally Baja.

Piloto Lucas Barroso Foto: Doni Castilho

Piloto Lucas Barroso Foto: Doni Castilho

Além disso, a família Barroso é proprietária da TerraBella, concessionária BRP desde 2008. “Ser embaixador Can-Am é um ótimo reconhecimento. Eu respiro diariamente os produtos da BRP, na terra ou na água, nas competições ou nos momentos de lazer, organizando eventos para os clientes da TerraBella. A cada temporada, a fábrica nos traz a oportunidade de competir com o que há de melhor e voltou a me surpreender com o lançamento do Can-Am Maverick X3, que de fato revolucionou o segmento off-road”, finalizou.

Publicado em CAN-AM, Can-Am Maverick Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , |

UTVs e quadriciclos têm aventura off-road entre Itajaí (SC) e Gramado (RS)

Grupo formado por 16 integrantes em 11 veículos Can-Am completa 980 quilômetros por caminhos nada convencionais.
Fonte: Mundo Press

Expedição Quadricenter Foto: Divulgação / Quadricenter

Expedição Quadricenter Foto: Divulgação / Quadricenter

Os quadriciclos e UTVs da Can-Am proporcionaram uma aventura off-road entre Itajaí, em Santa Catarina, e Gramado, no Rio Grande do Sul. O grupo formado por 16 integrantes a bordo de 11 veículos percorreu 980 quilômetros por caminhos nada convencionais, repletos de belas paisagens e muita adrenalina. A chegada na Serra Gaúcha foi nesta quarta-feira (19), após uma semana de expedição.
“Passamos por lugares maravilhosos, como cânions, trilhas e estradas em regiões montanhosas, cachoeiras e até uma plantação de maçãs com 11 mil pés”, contou Leonardo Lattanzi, da Quadricenter, concessionária dos produtos BRP (o que inclui os veículos da Can-Am). A empresa possui lojas no Rio de Janeiro (RJ) e em Niterói (RJ) e promoveu a aventura. “Fomos em 16 amigos, que sempre aceleram em expedições off-road e formam um grupo muito unido. Nós já estivemos em vários lugares do Nordeste e no Pantanal, entre outros passeios”, continuou.

Ele contou com a companhia do filho, Leonardo Lattanzi Filho. “Fizemos a viagem ao Sul a bordo do novo Can-Am Maverick X3, que é um UTV revolucionário e foi a grande sensação da frota. Todos os veículos, sendo cinco UTVs e seis quadris Can-Am, chegaram inteiros. Os maiores desafios do percurso foram a cerração, que dificultou a visibilidade e atrasou a passagem por alguns trechos, e as pedras, que ocasionaram o único pneu furado da viagem, a apenas oito quilômetros da chegada em Gramado”, concluiu Lattanzi.

A Quadricenter tem programação agitada para 2017. Além dos passeios para quadris e UTVs, a concessionária organiza eventos direcionados aos proprietários do roadster Can-Am Spyder e das motos aquáticas Sea-Doo. Para mais informações, basta entrar em contato nos telefones (21) 2608-2290 ou (21) 2051-6000.

Publicado em BRP CAN-AM ADVENTURE TOURS Com a tag , , , , , , , , , , , , , |