Bruno Varela assume a liderança dos UTVs no Brasileiro de Rally Baja

Piloto vence o Rally de Inverno, válido pela quarta etapa do campeonato nacional; Can-Am Maverick X3 é o UTV dos 23 primeiros colocados na prova em Lençóis Paulista (SP)
Fonte: Mundo Press

Bruno Varela a bordo do UTV Can-Am Maverick X3 no Brasileiro de Rally Baja 2019.   Crédito: Sanderson Pereira

Bruno Varela a bordo do UTV Can-Am Maverick X3 no Brasileiro de Rally Baja 2019. Crédito: Sanderson Pereira

Bruno Varela é o novo líder da categoria para UTVs no Campeonato Brasileiro de Rally Baja. Após vitória no Rally de Inverno, válido pela quarta etapa da competição nacional, o piloto paulista chegou à ponta da tabela a bordo do Can-Am Maverick X3. O UTV foi a escolha dos 23 primeiros colocados da prova, que teve dois dias de disputas e terminou neste domingo (28), em Lençóis Paulista (SP).

O trajeto total do Rally de Inverno somou 320 quilômetros, sendo 224 cronometrados. “Foi uma prova rápida, de muitas retas, em chão duro e com lombas. O Brasileiro de Rally Baja está muito disputado e tem sido definido nos mínimos detalhes. Tenho ótimas chances, vou em busca do título”, afirmou Bruno Varela, da equipe Can-Am Divino Fogão.

O piloto ainda destacou o desempenho do Can-Am Maverick X3, veículo bicampeão do Rally Dakar e tricampeão do Rally dos Sertões – competição que a Can-Am tem seis títulos consecutivos. “O UTV foi perfeito, teve um papel fundamental nessa vitória. O veículo já está lavado e pronto para o nosso próximo desafio, que é o Rally dos Sertões”, acrescentou Varela. O evento, considerado o maior rali do país, tem início no dia 24 de agosto em Campo Grande (MS).

Patrocinado pela Can-Am, o 3º Rally de Inverno também teve disputas para motos, quadriciclos e carros. A quinta e última etapa do Brasileiro de Baja está marcada para os dias 7 e 8 de dezembro, com local a ser confirmado pela organização do campeonato.

Resultados Rally de Inverno
Categoria UTVs

1 – #102 – BRUNO VARELA – 2:41:20.1 – Can-Am Maverick X3
2 – #104 – ANDRE HORT – 2:41:33.5 – Can-Am Maverick X3
3 – #154 – RICHARD FLITER – 2:42:13.3 – Can-Am Maverick X3
4 – #101 – RODRIGO VARELA – 2:42:18.3 – Can-Am Maverick X3
5 – #137 – OTAVIO LEITE – 2:43:52.7 – Can-Am Maverick X3

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

Rally de Inverno marca quarta etapa do Brasileiro de Rally Baja, em Lençóis Paulista (SP)

Líder da competição entre os UTVs é o mineiro Maurício Pena Rocha, com o Can-Am Maverick X3
Fonte: Mundo Press

Maurício Pena Rocha a bordo do UTV Can-Am Maverick X3. Crédito: Luciano Santos/DFotos/Mundo Press

Maurício Pena Rocha a bordo do UTV Can-Am Maverick X3. Crédito: Luciano Santos/DFotos/Mundo Press

O Campeonato Brasileiro de Rally Baja continua neste fim de semana (27 e 28) com o Rally de Inverno, válido pela quarta etapa da temporada 2019, em Lençóis Paulista (SP). A competição tem nos UTVs uma das categorias mais disputadas e a liderança da tabela está com o mineiro Maurício Pena Rocha, que acelera o Can-Am Maverick X3.

O trajeto contará na soma dos dois dias com 320 quilômetros, sendo 224 cronometrados. “Estamos muito fortes e constantes na liderança do campeonato. A prova em Lençóis Paulista será muito rápida, técnica, com muitos saltos e curvas de altas velocidades. Vamos com tudo em busca de mais uma vitória”, destaca Pena Rocha, da equipe UTV Off-Road Quadrijet Racing.

Em sua terceira edição, o Rally de Inverno conta com 44 UTVs inscritos. O grid conta com diversos pilotos de renome, como Deni do Nascimento (Sanáutica), Rodrigo Varela (Can-Am Divino Fogão) e  Deninho Casarini (Casarini Racing). A grande maioria dos veículos participantes é do modelo Can-Am Maverick X3, UTV bicampeão do Rally Dakar e tricampeão do Rally dos Sertões – competição que a Can-Am tem seis títulos consecutivos.

O Rally de Inverno conta com o patrocínio da Can-Am. Além da categoria UTVs, a prova tem disputas para motos e quadriciclos pelo Brasileiro de Rally Baja. Já os carros competem pelo Brasileiro de Rally de Velocidade.

Programação Rally de Inverno 2019
Base do evento: Recinto Facilpa – Av. Lázaro Brígido Dutra, 300 – Lençóis Paulista (SP)

Programação*
Sexta-feira (26/7)

8h às 17h00 – Secretaria de prova
13h30 às 18h00 – Vistorias técnicas
19h30 – Briefing
20h30 – Largada promocional

Sábado (27/7)
7h às 7h30 – Secretaria de prova
8h às 8h30 – Vistorias técnicas
9h – Largada

Domingo (28/7)
6h às 6h30 – Secretaria de prova
6h30h – Largada
15h30 – Premiação

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

Ações da Can-Am são destaque no Super Bananalama 2019

Líder do segmento de quadriciclos de alta potência e UTVs levou para o maior encontro de trilheiros do mundo diversas experiências para toda a família
Fonte: Mundo Press

Trilha do Super Bananalama 2019, patrocinado pela Can-Am, recebe 422 quadriciclos e UTVs.  Crédito: Rodolfo Oliari

Trilha do Super Bananalama 2019, patrocinado pela Can-Am, recebe 422 quadriciclos e UTVs. Crédito: Rodolfo Oliari

Patrocinadora do Super Bananalama pelo segundo ano consecutivo, a Can-Am, empresa do grupo canadense BRP, levou para a 13ª edição do maior encontro de trilheiros do mundo diversas ações que fizeram sucesso com o público. Durante quatro dias, 60 mil pessoas, de acordo com a Polícia Militar, passaram pelo Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Corupá (SC), a base do evento. A organização contabilizou 5.031 participantes na trilha de 60 quilômetros pelos famosos bananais da região, o recorde já registrado. Deste total de veículos, 422 eram quadriciclos e UTVs – um aumento de 40% em relação ao ano passado.

Quem visitou o estande da Can-Am, que teve o suporte da concessionária BRP Sanautica, conferiu de perto toda a linha de UTVs Defender, Maverick X3, Maverick Sport e Maverick Trail. Entre os quadriciclos, destaque para os modelos Outlander 570 a 1000cc. O público também pôde fazer test-drive nos produtos em uma pista exclusiva da marca.

Outra atração que chamou a atenção foi o imenso balão da Can-Am, que proporcionou aos clientes uma visão diferenciada do evento. “A cada Bananalama, nosso objetivo é nos superar, sempre com o foco no consumidor. Queremos conhecer mais o nosso público, que ele saiba que tem alguém por trás da marca que pode apoiá-lo no que precisar. Fizemos algumas atividades para as crianças presentes no evento e vamos disponibilizar as fotos de todos os participantes na trilha de quadriciclos e UTVs, como cortesia, independente da marca. A ideia é cada vez mais buscar interação com o nosso consumidor”, explica Adilson Gaspar, coordenador de marketing da BRP no Brasil.

A presença de muitas famílias no Super Bananalama 2019 representa o espírito da Can-Am. Por isso, dois integrantes da “Família Poeira” também se aventuraram com os modelos da marca pelas trilhas no meio dos bananais. Um dos principais nomes do off-road nacional, Reinaldo Varela, campeão do Rally Dakar na categoria UTVs, participou pela segunda vez do maior encontro de trilheiros do mundo.

“Falo para todo mundo conhecer e ter a experiência do Bananalama. Por se tratar de um passeio, com uma trilha tranquila, dá para vir todo mundo. A família inteira cabe em um Can-Am de quatro lugares. É uma ótima oportunidade para quem quer começar a brincar no off-road”, destaca Varela, que trocou o seu Can-Am Maverick X3 de competição por um Defender HD8 no encontro. Ele ainda trouxe um dos três filhos neste ano.

Estreante no evento, Rodrigo Varela ficou impressionado com o número de trilheiros. “Nunca vi nada parecido, a quantidade de gente é incrível. O público na cidade inteira vai acompanhando os pilotos. É bem legal, bem contagiante. Com certeza, a família Varela ano que vem estará presente de novo”, comenta. Para encarar o desafio, ele utilizou o Maverick Sport. “Foi muito gostoso o passeio. O veículo estava equipado com som, tinha bastante acessórios, deu para curtir muito a trilha e, claro, a lama”, completa.

Publicado em CAN-AM

Deni Nascimento e Idali Bosse assumem a liderança dos UTVs no Brasileiro de Rally Cross Country

A bordo do veículo Can-Am Maverick X3, dupla chega à ponta da tabela após vitória com temperaturas congelantes no Rally Caminhos da Neve, em São Joaquim (SC)
Fonte: Mundo Press

Rally Caminhos da Neve 2019 - Denisio Do Nascimento e Idali Bosse. Credito: Cadu Rolim

Rally Caminhos da Neve 2019 - Denisio Do Nascimento e Idali Bosse. Credito: Cadu Rolim

O piloto Deni Nascimento e o navegador Idali Bosse, da equipe Sanáutica, assumiram a liderança da categoria para UTVs no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. A dupla, que acelera o Can-Am Maverick X3, chegou à ponta da classificação após confirmar vitória no Rally Caminhos da Neve, em São Joaquim (SC). Com temperaturas congelantes, a prova válida pela terceira etapa da competição nacional incluiu dois dias de disputas e terminou neste domingo (7).

O 2º Rally Caminhos da Neve teve o percurso total de 370 quilômetros – 292 deles de especiais (trechos cronometrados). “Nós já sabemos que a região de São Joaquim é fria, mas fomos surpreendidos com temperaturas abaixo de zero. Com o vento, a sensação térmica era ainda mais gelada. Foi uma vitória congelante”, brincou o catarinense Deni Nascimento.

Os veículos Can-Am Maverick X3, modelo bicampeão do Rally Dakar, dominaram as quatro primeiras posições da categoria para UTVs. Além de serem os mais rápidos da classe, o tempo final de Nascimento e Bosse superou o de todos os competidores inscritos na prova, que ainda contou com categorias para motos e carros.

“As disputas dos UTVs estão muito acirradas no Campeonato Brasileiro, a diferença de pontos é muito pequena entre os primeiros colocados. A temporada 2019 passou pelo calor do Rio Grande do Norte, foi para o Jalapão e agora teve gelo no Rally Caminhos da Neve. O UTV Can-Am Maverick X3, como sempre, se adaptou facilmente a todos os tipos de terrenos. O próximo desafio será o Rally dos Sertões (entre 24 de agosto e 1º de setembro), as disputas prometem ainda mais equilíbrio”, concluiu Nascimento.

Resultados UTVs – 2º Rally Caminhos da Neve

1 – #101 – Denisio Do Nascimento / Idali Bosse – 04:24:30.34 – Can-Am Maverick X3
2 – #111 – Riamburgo Ximenes / Flávio Marinho – 04:31:05.06 – Can-Am Maverick X3
3 – #107 – Deninho Casarini / Luis Felipe Eckel – 04:38:07.98 – Can-Am Maverick X3
4 – #119 – Roberto Keller / Marcelo Almada – 04:41:30.01 – Can-Am Maverick X3

5 – #118 – Alexsandro Sizenando / Thiago Destro – 04:44:13.54

Publicado em CAN-AM, Rally Cross Country

Maurício Pena Rocha vence entre os UTVs do Rally Poeira em Araçatuba (SP)

A bordo do Can-Am Maverick X3, piloto mineiro leva a melhor em disputa equilibrada e segue na liderança da categoria no Campeonato Brasileiro de Rally Baja
Fonte: Mundo Press

Mauricio Pena Rocha. Crédito Luciano Santos

Mauricio Pena Rocha. Crédito Luciano Santos

Após dois dias de prova, o 2º Rally Poeira terminou neste domingo (23) em Araçatuba, no interior paulista, com vitória do piloto mineiro Maurício Pena Rocha entre os UTVs. A disputa da categoria foi marcada por grande equilíbrio, tanto que pouco mais de dois minutos separaram os cinco primeiros na tabela de classificação. Outro fato foi o domínio do Can-Am Maverick X3, veículo atual bicampeão do Rally Dakar utilizado pelos 32 competidores que completaram o percurso dos UTVs no Rally Poeira.

O evento somou pontos para a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Baja 2019. Com o resultado, Pena Rocha segue na liderança geral dos UTVs na competição, cuja próxima parada será nos dias 27 e 28 de julho em Lençóis Paulista (SP).

“O Rally Poeira foi uma prova muito bacana. Foram dois dias de altas velocidades. O Can-Am Maverick X3 é fabuloso, gosto muito do UTV e cheguei tranquilo no final da prova”, contou o piloto da equipe UTV Off-Road Quadrijet Racing. “O resultado ainda serviu para consolidar a minha liderança no Brasileiro de Rally Baja. Vou buscar a vitória, esse ano o título do campeonato não vai escapar”, apostou Pena Rocha.

Patrocinado pela Can-Am, o 2º Rally Poeira também incluiu categorias para quadriciclos e motos. O desafio foi formado por mais de 220 quilômetros de trechos cronometrados (especiais).

Rally Poeira 2019

Resultado geral – UTVs
1 – #105 – MAURICIO ROCHA – 3:01:33.7 – Can-Am Maverick X3
2 – #102 – BRUNO VARELA – 3:01:47.2 – Can-Am Maverick X3
3 – #101 – RODRIGO VARELA – 3:02:10.1 – Can-Am Maverick X3
4 – #104 – ANDRE HORT – 3:03:44.3 – Can-Am Maverick X3
5 – #114 – CHRISTIAN KLAWA – 3:03:51.3 – Can-Am Maverick X3

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

2º Rally Poeira promete disputa acirrada na categoria para UTVs

Válido pelo Brasileiro de Rally Baja, evento movimenta Araçatuba (SP) com grandes feras do off-road, incluindo o piloto local e campeão do Rally Dakar Reinaldo Varela
Fonte: Mundo Press

Reinaldo Varela, piloto de Araçatuba (SP) campeão do Rally Dakar, e o filho, Bruno Varela (à direita), estão confirmados no Rally Poeira 2019 - evento válido pelo Brasileiro de Rally Baja Crédito: Vinícius Branca/DFotos/Mundo Press

Reinaldo Varela, piloto de Araçatuba (SP) campeão do Rally Dakar, e o filho, Bruno Varela (à direita), estão confirmados no Rally Poeira 2019 - evento válido pelo Brasileiro de Rally Baja Crédito: Vinícius Branca/DFotos/Mundo Press

O 2º Rally Poeira reúne grandes feras do esporte off-road neste fim de semana (22 e 23), em Araçatuba (SP). Válido pelo Campeonato Brasileiro de Rally Baja, o evento promete disputa acirrada na categoria para UTVs. O piloto campeão do Rally Dakar 2018 Reinaldo Varela, que é natural da cidade paulista, é um dos nomes confirmados no grid a bordo do UTV Can-Am Maverick X3.

“O Rally Poeira tem um sabor especial para mim, já que fui criado em Araçatuba. É uma grande satisfação competir na cidade”, disse Reinaldo Varela. Ele é o patriarca da conhecida ‘Família da Poeira’, que terá mais dois representantes oficiais da Can-Am na prova: os filhos Rodrigo e Bruno. O UTV Can-Am Maverick X3 também será utilizado pelos pilotos no desafio.

“O Rodrigo ganhou o Rally Poeira no ano passado e espero que o título permaneça com a família”, continuou Reinaldo Varela, atual líder do Campeonato Mundial de Rally Cross Country na classe que engloba os UTVs (T3.1). O 2º Rally Poeira conta com o patrocínio da Can-Am e ainda inclui categorias para quadriciclos e motos. A prova será formada por mais de 220 quilômetros de trechos cronometrados (especiais) no total.

Após quatro etapas realizadas, o Brasileiro de Rally Baja tem como líder dos UTVs o piloto Maurício Pena Rocha, da equipe UTV Off-Road Quadrijet Racing (80 pontos). Deninho Casarini (equipe Casarini Racing) está na segunda colocação com 72 pontos, seguido por Gustavo Gugelmin (69) e Wilker de Campos (67). Bruno Varela (65) aparece em quinto lugar da tabela. Todos competem com o Can-Am Maverick X3, o veículo bicampeão do Rally Dakar e tri do Rally dos Sertões – no qual a Can-Am é hexacampeã dos UTVs.

Programação Rally Poeira 2019
Base do evento: Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado

Programação*
Sexta-feira (21/6)

13h30 às 18h00 – Secretaria de prova
14h30 às 18h00 – Vistorias técnicas
19h00 – Briefing
20h30 – Largada promocional

Sábado (22/6)
7h às 7h30 – Secretaria de prova e vistorias técnicas
9h – Largada
15h00 – Super Prime
19h30 – Briefing

Domingo (23/6)
8h – Largada
15h – Premiação

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

CAN-AM CONFIRMA PATROCÍNIO AO SUPER BANANALAMA 2019

Fonte: Banana Lama

Can-Am confirma patrocínio no super BananaLama. Crédito: Rodrigo Phillipps

Can-Am confirma patrocínio no super BananaLama. Crédito: Rodrigo Phillipps

Empresa do grupo canadense BRP, a Can-Am é novamente patrocinadora do Super Bananalama. A edição 2019 do “Maior e melhor encontro de trilheiros do mundo” será realizada entre os dias 4 e 7 de julho, em Corupá (SC), e deve reunir mais de 3.500 inscritos, além de 50 mil pessoas durante os quatro dias. Líder no segmento de UTVs e quadriciclos de alta performance, a marca participará pela segunda vez do evento com patrocínio direto.

Segundo Adilson Gaspar, coordenador de marketing da BRP no Brasil, a empresa conseguiu em 2018 incentivar a participação dos clientes e também do público local. “Todos puderam conhecer mais sobre a marca, produtos e nossos competidores como Reinaldo Varela, Gustavo Gugelmin, Deni Nascimento e Idali Bosse. Por sinal, os três últimos são catarineneses. O retorno que tivemos de público e mídia foi muito importante e gerou interesse da nossa matriz no Canadá”, explica.

Para este ano no Super Bananalama, a Can-Am vai focar em experiências marcantes para toda a família. “O ambiente amistoso do evento só tende a evoluir em termos de volume, o que também cria uma certa ansiedade do nosso lado em poder atender de todas as formas. Santa Catarina é um estado que acolhe muito bem nossos produtos e gostaríamos de ter esse mesmo tipo de evento em outras regiões. Sabemos da importância, responsabilidade social e econômica que um evento como esse gera e os ganhos são diversos”, completa Gaspar.

Publicado em CAN-AM

Gabriel Varela e Eduardo Shiga vencem o Rally Jalapão entre os UTVs

Com mais de mil quilômetros percorridos em três dias de prova, veículo Can-Am Maverick X3 domina o Top 10 da categoria
Fonte: Mundo Press

Gabriel Varela e Eduardo Shiga vencem o Rally Jalapão 2019 com o UTV Can-Am Maverick X3 Crédito: Luciano Santos/DFotos/Mundo Press

Gabriel Varela e Eduardo Shiga vencem o Rally Jalapão 2019 com o UTV Can-Am Maverick X3 Crédito: Luciano Santos/DFotos/Mundo Press

O piloto Gabriel Varela e o navegador Eduardo Shiga venceram a categoria para UTVs no Rally Jalapão 2019. O veículo Can-Am Maverick X3 também foi grande destaque, já que dominou as 10 primeiras posições do ranking da categoria. O desafio terminou neste domingo (9), em Luis Eduardo Magalhães (BA), cidade que também sediou a largada do evento na última sexta-feira (7). O percurso total incluiu 1229 quilômetros, sendo 730 de trechos cronometrados (especiais), passando ainda pelo Tocantins.

Além da taça do Rally Jalapão, Varela e Shiga comemoraram a chegada à liderança do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, já que o desafio somou pontos importantes para a disputa dos UTVs na competição nacional. “Estamos na liderança tanto da classificação geral dos UTVs quanto da nossa categoria (UTV Pro Elite), portanto o resultado do Rally Jalapão não tinha como ser melhor”, disse o piloto paulista.

Para chegar ao lugar mais alto do pódio, a dupla teve de enfrentar grid de peso e o terreno desafiador da região, que inclui areia, cascalho, erosões, pedras e altas temperaturas. Gabriel Varela/Shiga venceu a primeira etapa e ficou em terceiro no dia seguinte – os vencedores da segunda etapa foram Reinaldo Varela, pai de Gabriel, e Gustavo Gugelmin. No terceiro e último dia de provas, o segundo lugar de Gabriel Varela/Shiga foi o suficiente para garantir o melhor tempo na soma dos resultados.

“O Rally Jalapão foi incrível e muito duro, com diversos desafios. Posso dizer que encontramos o ritmo de prova ideal para qualquer competição, incluindo o Rally dos Sertões, e estou muito satisfeito”, continuou Gabriel Varela. “O Can-Am Maverick X3 superou os três dias de rali sem termos que mexer praticamente em nada, é impressionante o desempenho do UTV”, concluiu o piloto.

Patrocinado pela Can-Am, o Rally Jalapão também foi válido pelo campeonato Sertões Series. A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country será em Lages (SC), nos dias 5, 6 e 7 de julho.

Rally Jalapão 2019

Classificação final – UTVs
1 – #102 – GABRIEL VARELA/EDUARDO SHIGA – 9:41:14.6 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #101 – DENISIO DO NASCIMENTO/IDALI BOSSE – 9:49:37.1 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #110 – EDU PIANO/SOLON MENDES – 9:50:59.0 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #127 – CRISTIAN MAI DOMECG / JOAO LUIS STAL – 9:54:20.5 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #119 – AUGUSTO JOSE MONTANI / FLAVIO BISI – 9:56:22.3 – CAN-AM MAVERICK X3

Publicado em CAN-AM, Can-Am no Sertões, Rally Cross Country

Brasileiros vencem no Cazaquistão e se aproximam do título mundial de Rally Cross Country

Piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin são os destaques da categoria para UTVs a bordo do Can-Am Maverick X3
Fonte: Mundo Press

Reinaldo Varela (à direita) e Gustavo Gugelmin vencem o Rally Cazaquistão 2019 com o UTV Can-Am Maverick X3 Crédito: Divulgação Monster Energy/Can-Am

Reinaldo Varela (à direita) e Gustavo Gugelmin vencem o Rally Cazaquistão 2019 com o UTV Can-Am Maverick X3 Crédito: Divulgação Monster Energy/Can-Am

O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Energy/Can-Am, confirmaram neste sábado (1º) a vitória na terceira etapa do Campeonato Mundial de Rally Cross Country, realizada no Cazaquistão. Com o resultado, os brasileiros ficam muito próximos do título da categoria T3.1, que reúne os UTVs, a bordo do Can-Am Maverick X3.

O Rally Cazaquistão teve a cidade de Aktau, na costa leste do Mar Cáspio, como palco da largada e da chegada. Em seis dias de prova, foram percorridos aproximadamente 2500 quilômetros na região de Mangystau – cerca de dois mil deles de trechos cronometrados (especiais).

“Foi um rali longo e complicado, com todo o tipo de desafios: dunas, pedras, longas retas, chuva e muito calor”, contou o paulista Varela. “Conseguimos um ritmo forte e deu tudo certo. O UTV Can-Am Maverick X3, mais uma vez, teve um ótimo desempenho. Além do equipamento, o preparo físico também foi muito importante por conta do desgaste das especiais de mais de 400, 500 quilômetros.”

Varela elogiou o desempenho de seu parceiro na navegação. “O Gustavo Gugelmin fez um ótimo trabalho na navegação, que sem dúvidas foi outra grande dificuldade do Rally Cazaquistão. Em muitos pontos do trajeto, havia cinco, seis opções de caminho, muitas vezes com capim baixo e características bem parecidas. Era muito fácil se confundir e errar”, relatou o experiente piloto.

Campeão dos UTVs no Rally Dakar 2018, Varela está muito perto de adicionar mais uma taça importante à galeria. “Conseguimos manter a liderança da categoria no Campeonato Mundial de Rally Cross Country e só faltaram dois pontos para a gente comemorar o título por antecipação.” A etapa final será realizada entre os dias 4 e 8 de outubro. “Agora vamos para o Marrocos para conquistar o título para o Brasil, se Deus quiser”, concluiu Varela.

Publicado em CAN-AM, Rally Cross Country

Brasileiros defendem a liderança dos UTVs no Mundial de Rally Cross Country

Piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin competem com o UTV Can-Am Maverick X3 na etapa do Cazaquistão
Fonte: Mundo Press

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin com o UTV Can-Am Maverick X3 no Campeonato Mundial de Rally Cross Country 2019 Crédito: MCH Photography

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin com o UTV Can-Am Maverick X3 no Campeonato Mundial de Rally Cross Country 2019 Crédito: MCH Photography

O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Energy/Can-Am, defendem a liderança da categoria T3.1, que reúne os UTVs do Campeonato Mundial de Rally Cross Country. A terceira etapa da temporada 2019 será realizada entre os dias 26 de maio e 1º de junho no Cazaquistão, com chances da dupla brasileira comemorar o título com uma rodada de antecipação. Eles competem a bordo do Can-Am Maverick X3, o veículo atual bicampeão dos UTVs no Rally Dakar.

A largada e a chegada do Rally Cazaquistão terão como palco a cidade de Aktau, localizada na costa leste do Mar Cáspio. O desafio inclui seis etapas na região de Mangystau, com percurso total de aproximadamente 2500 quilômetros – cerca de dois mil deles de trechos cronometrados (especiais).

“A prova será novidade para mim. Dizem que o roteiro traz todos os tipos de terrenos”, disse Reinaldo Varela. Ao lado de Gugelmin, ele tem no currículo o título da categoria para UTVs no Rally Dakar 2018. “A expectativa é marcar o maior número de pontos possível. Se der tudo certo, vamos buscar a vitória e, dependendo da combinação de resultados, podemos ser campeões. Esses pontos são muito importantes”, concluiu o piloto.

Publicado em CAN-AM, Rally Cross Country