2º Rally Poeira promete disputa acirrada na categoria para UTVs

Válido pelo Brasileiro de Rally Baja, evento movimenta Araçatuba (SP) com grandes feras do off-road, incluindo o piloto local e campeão do Rally Dakar Reinaldo Varela
Fonte: Mundo Press

Reinaldo Varela, piloto de Araçatuba (SP) campeão do Rally Dakar, e o filho, Bruno Varela (à direita), estão confirmados no Rally Poeira 2019 - evento válido pelo Brasileiro de Rally Baja Crédito: Vinícius Branca/DFotos/Mundo Press

Reinaldo Varela, piloto de Araçatuba (SP) campeão do Rally Dakar, e o filho, Bruno Varela (à direita), estão confirmados no Rally Poeira 2019 - evento válido pelo Brasileiro de Rally Baja Crédito: Vinícius Branca/DFotos/Mundo Press

O 2º Rally Poeira reúne grandes feras do esporte off-road neste fim de semana (22 e 23), em Araçatuba (SP). Válido pelo Campeonato Brasileiro de Rally Baja, o evento promete disputa acirrada na categoria para UTVs. O piloto campeão do Rally Dakar 2018 Reinaldo Varela, que é natural da cidade paulista, é um dos nomes confirmados no grid a bordo do UTV Can-Am Maverick X3.

“O Rally Poeira tem um sabor especial para mim, já que fui criado em Araçatuba. É uma grande satisfação competir na cidade”, disse Reinaldo Varela. Ele é o patriarca da conhecida ‘Família da Poeira’, que terá mais dois representantes oficiais da Can-Am na prova: os filhos Rodrigo e Bruno. O UTV Can-Am Maverick X3 também será utilizado pelos pilotos no desafio.

“O Rodrigo ganhou o Rally Poeira no ano passado e espero que o título permaneça com a família”, continuou Reinaldo Varela, atual líder do Campeonato Mundial de Rally Cross Country na classe que engloba os UTVs (T3.1). O 2º Rally Poeira conta com o patrocínio da Can-Am e ainda inclui categorias para quadriciclos e motos. A prova será formada por mais de 220 quilômetros de trechos cronometrados (especiais) no total.

Após quatro etapas realizadas, o Brasileiro de Rally Baja tem como líder dos UTVs o piloto Maurício Pena Rocha, da equipe UTV Off-Road Quadrijet Racing (80 pontos). Deninho Casarini (equipe Casarini Racing) está na segunda colocação com 72 pontos, seguido por Gustavo Gugelmin (69) e Wilker de Campos (67). Bruno Varela (65) aparece em quinto lugar da tabela. Todos competem com o Can-Am Maverick X3, o veículo bicampeão do Rally Dakar e tri do Rally dos Sertões – no qual a Can-Am é hexacampeã dos UTVs.

Programação Rally Poeira 2019
Base do evento: Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado

Programação*
Sexta-feira (21/6)

13h30 às 18h00 – Secretaria de prova
14h30 às 18h00 – Vistorias técnicas
19h00 – Briefing
20h30 – Largada promocional

Sábado (22/6)
7h às 7h30 – Secretaria de prova e vistorias técnicas
9h – Largada
15h00 – Super Prime
19h30 – Briefing

Domingo (23/6)
8h – Largada
15h – Premiação

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

CAN-AM CONFIRMA PATROCÍNIO AO SUPER BANANALAMA 2019

Fonte: Banana Lama

Can-Am confirma patrocínio no super BananaLama. Crédito: Rodrigo Phillipps

Can-Am confirma patrocínio no super BananaLama. Crédito: Rodrigo Phillipps

Empresa do grupo canadense BRP, a Can-Am é novamente patrocinadora do Super Bananalama. A edição 2019 do “Maior e melhor encontro de trilheiros do mundo” será realizada entre os dias 4 e 7 de julho, em Corupá (SC), e deve reunir mais de 3.500 inscritos, além de 50 mil pessoas durante os quatro dias. Líder no segmento de UTVs e quadriciclos de alta performance, a marca participará pela segunda vez do evento com patrocínio direto.

Segundo Adilson Gaspar, coordenador de marketing da BRP no Brasil, a empresa conseguiu em 2018 incentivar a participação dos clientes e também do público local. “Todos puderam conhecer mais sobre a marca, produtos e nossos competidores como Reinaldo Varela, Gustavo Gugelmin, Deni Nascimento e Idali Bosse. Por sinal, os três últimos são catarineneses. O retorno que tivemos de público e mídia foi muito importante e gerou interesse da nossa matriz no Canadá”, explica.

Para este ano no Super Bananalama, a Can-Am vai focar em experiências marcantes para toda a família. “O ambiente amistoso do evento só tende a evoluir em termos de volume, o que também cria uma certa ansiedade do nosso lado em poder atender de todas as formas. Santa Catarina é um estado que acolhe muito bem nossos produtos e gostaríamos de ter esse mesmo tipo de evento em outras regiões. Sabemos da importância, responsabilidade social e econômica que um evento como esse gera e os ganhos são diversos”, completa Gaspar.

Publicado em CAN-AM

Gabriel Varela e Eduardo Shiga vencem o Rally Jalapão entre os UTVs

Com mais de mil quilômetros percorridos em três dias de prova, veículo Can-Am Maverick X3 domina o Top 10 da categoria
Fonte: Mundo Press

Gabriel Varela e Eduardo Shiga vencem o Rally Jalapão 2019 com o UTV Can-Am Maverick X3 Crédito: Luciano Santos/DFotos/Mundo Press

Gabriel Varela e Eduardo Shiga vencem o Rally Jalapão 2019 com o UTV Can-Am Maverick X3 Crédito: Luciano Santos/DFotos/Mundo Press

O piloto Gabriel Varela e o navegador Eduardo Shiga venceram a categoria para UTVs no Rally Jalapão 2019. O veículo Can-Am Maverick X3 também foi grande destaque, já que dominou as 10 primeiras posições do ranking da categoria. O desafio terminou neste domingo (9), em Luis Eduardo Magalhães (BA), cidade que também sediou a largada do evento na última sexta-feira (7). O percurso total incluiu 1229 quilômetros, sendo 730 de trechos cronometrados (especiais), passando ainda pelo Tocantins.

Além da taça do Rally Jalapão, Varela e Shiga comemoraram a chegada à liderança do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, já que o desafio somou pontos importantes para a disputa dos UTVs na competição nacional. “Estamos na liderança tanto da classificação geral dos UTVs quanto da nossa categoria (UTV Pro Elite), portanto o resultado do Rally Jalapão não tinha como ser melhor”, disse o piloto paulista.

Para chegar ao lugar mais alto do pódio, a dupla teve de enfrentar grid de peso e o terreno desafiador da região, que inclui areia, cascalho, erosões, pedras e altas temperaturas. Gabriel Varela/Shiga venceu a primeira etapa e ficou em terceiro no dia seguinte – os vencedores da segunda etapa foram Reinaldo Varela, pai de Gabriel, e Gustavo Gugelmin. No terceiro e último dia de provas, o segundo lugar de Gabriel Varela/Shiga foi o suficiente para garantir o melhor tempo na soma dos resultados.

“O Rally Jalapão foi incrível e muito duro, com diversos desafios. Posso dizer que encontramos o ritmo de prova ideal para qualquer competição, incluindo o Rally dos Sertões, e estou muito satisfeito”, continuou Gabriel Varela. “O Can-Am Maverick X3 superou os três dias de rali sem termos que mexer praticamente em nada, é impressionante o desempenho do UTV”, concluiu o piloto.

Patrocinado pela Can-Am, o Rally Jalapão também foi válido pelo campeonato Sertões Series. A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country será em Lages (SC), nos dias 5, 6 e 7 de julho.

Rally Jalapão 2019

Classificação final – UTVs
1 – #102 – GABRIEL VARELA/EDUARDO SHIGA – 9:41:14.6 – CAN-AM MAVERICK X3
2 – #101 – DENISIO DO NASCIMENTO/IDALI BOSSE – 9:49:37.1 – CAN-AM MAVERICK X3
3 – #110 – EDU PIANO/SOLON MENDES – 9:50:59.0 – CAN-AM MAVERICK X3
4 – #127 – CRISTIAN MAI DOMECG / JOAO LUIS STAL – 9:54:20.5 – CAN-AM MAVERICK X3
5 – #119 – AUGUSTO JOSE MONTANI / FLAVIO BISI – 9:56:22.3 – CAN-AM MAVERICK X3

Publicado em CAN-AM, Can-Am no Sertões, Rally Cross Country

Brasileiros vencem no Cazaquistão e se aproximam do título mundial de Rally Cross Country

Piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin são os destaques da categoria para UTVs a bordo do Can-Am Maverick X3
Fonte: Mundo Press

Reinaldo Varela (à direita) e Gustavo Gugelmin vencem o Rally Cazaquistão 2019 com o UTV Can-Am Maverick X3 Crédito: Divulgação Monster Energy/Can-Am

Reinaldo Varela (à direita) e Gustavo Gugelmin vencem o Rally Cazaquistão 2019 com o UTV Can-Am Maverick X3 Crédito: Divulgação Monster Energy/Can-Am

O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Energy/Can-Am, confirmaram neste sábado (1º) a vitória na terceira etapa do Campeonato Mundial de Rally Cross Country, realizada no Cazaquistão. Com o resultado, os brasileiros ficam muito próximos do título da categoria T3.1, que reúne os UTVs, a bordo do Can-Am Maverick X3.

O Rally Cazaquistão teve a cidade de Aktau, na costa leste do Mar Cáspio, como palco da largada e da chegada. Em seis dias de prova, foram percorridos aproximadamente 2500 quilômetros na região de Mangystau – cerca de dois mil deles de trechos cronometrados (especiais).

“Foi um rali longo e complicado, com todo o tipo de desafios: dunas, pedras, longas retas, chuva e muito calor”, contou o paulista Varela. “Conseguimos um ritmo forte e deu tudo certo. O UTV Can-Am Maverick X3, mais uma vez, teve um ótimo desempenho. Além do equipamento, o preparo físico também foi muito importante por conta do desgaste das especiais de mais de 400, 500 quilômetros.”

Varela elogiou o desempenho de seu parceiro na navegação. “O Gustavo Gugelmin fez um ótimo trabalho na navegação, que sem dúvidas foi outra grande dificuldade do Rally Cazaquistão. Em muitos pontos do trajeto, havia cinco, seis opções de caminho, muitas vezes com capim baixo e características bem parecidas. Era muito fácil se confundir e errar”, relatou o experiente piloto.

Campeão dos UTVs no Rally Dakar 2018, Varela está muito perto de adicionar mais uma taça importante à galeria. “Conseguimos manter a liderança da categoria no Campeonato Mundial de Rally Cross Country e só faltaram dois pontos para a gente comemorar o título por antecipação.” A etapa final será realizada entre os dias 4 e 8 de outubro. “Agora vamos para o Marrocos para conquistar o título para o Brasil, se Deus quiser”, concluiu Varela.

Publicado em CAN-AM, Rally Cross Country

Brasileiros defendem a liderança dos UTVs no Mundial de Rally Cross Country

Piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin competem com o UTV Can-Am Maverick X3 na etapa do Cazaquistão
Fonte: Mundo Press

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin com o UTV Can-Am Maverick X3 no Campeonato Mundial de Rally Cross Country 2019 Crédito: MCH Photography

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin com o UTV Can-Am Maverick X3 no Campeonato Mundial de Rally Cross Country 2019 Crédito: MCH Photography

O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Energy/Can-Am, defendem a liderança da categoria T3.1, que reúne os UTVs do Campeonato Mundial de Rally Cross Country. A terceira etapa da temporada 2019 será realizada entre os dias 26 de maio e 1º de junho no Cazaquistão, com chances da dupla brasileira comemorar o título com uma rodada de antecipação. Eles competem a bordo do Can-Am Maverick X3, o veículo atual bicampeão dos UTVs no Rally Dakar.

A largada e a chegada do Rally Cazaquistão terão como palco a cidade de Aktau, localizada na costa leste do Mar Cáspio. O desafio inclui seis etapas na região de Mangystau, com percurso total de aproximadamente 2500 quilômetros – cerca de dois mil deles de trechos cronometrados (especiais).

“A prova será novidade para mim. Dizem que o roteiro traz todos os tipos de terrenos”, disse Reinaldo Varela. Ao lado de Gugelmin, ele tem no currículo o título da categoria para UTVs no Rally Dakar 2018. “A expectativa é marcar o maior número de pontos possível. Se der tudo certo, vamos buscar a vitória e, dependendo da combinação de resultados, podemos ser campeões. Esses pontos são muito importantes”, concluiu o piloto.

Publicado em CAN-AM, Rally Cross Country

Gustavo Gugelmin vence o Rally Cuesta, válido pelo Brasileiro de Rally Baja 2019

Após dois dias de disputas acirradas em Botucatu (SP), piloto catarinense é o mais rápido da categoria para UTVs com o Can-Am Maverick X3
Fonte: Mundo Press

Gustavo Gugelmin vence Rally Cuesta 2019, válido pelo Brasileiro de Rally Baja Crédito: Fabiano Godoy/DFotos/Mundo Press

Gustavo Gugelmin vence Rally Cuesta 2019, válido pelo Brasileiro de Rally Baja Crédito: Fabiano Godoy/DFotos/Mundo Press

Gustavo Gugelmin conquistou a vitória da categoria para UTVs neste domingo (5), na 13ª edição do Rally Cuesta, em Botucatu, interior de São Paulo. O evento somou pontos para a terceira e a quarta etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Baja 2019. Com o UTV Can-Am Maverick X3, o catarinense levou a melhor na soma dos tempos dos dois dias de competição, com um percurso total de cerca de 350 quilômetros.

“A prova foi excelente, com nível alto e muito técnica, cheia de saltos, lombas, areia e pedras. Confesso que o desafio cansou bastante e exigiu demais do piloto e da máquina”, destacou Gugelmin, que concluiu o trajeto em 3h40min07s. Os sete melhores classificados entre os UTVs competiram a bordo do Can-Am Maverick X3, o veículo atual bicampeão do Rally Dakar.

A diferença final entre os cinco primeiros foi menos de um minuto. “Ninguém ganha sozinho. Por isso, agradeço aos mecânicos, apoio logístico e as equipes Tecmin 4×4 e Rato Racing que me ajudaram”, continuou Gugelmin. Ele tem no currículo o título de campeão dos UTVs no Rally Dakar em 2018 – só que na função de navegador do piloto Reinaldo Varela.

A segunda colocação do Rally Cuesta ficou com Maurício Pena Rocha, da equipe UTV Off-Road Quadrijet Racing, vencedor da abertura do Brasileiro de Rally Baja – realizada em março, em Patos de Minas (MG). Bruno Varela foi o terceiro colocado em Botucatu, seguido por Denisio Nascimento e Wilker Campos. Com patrocínio da Can-Am, o Rally Cuesta também contou com categorias para quadriciclos, motos e carros.

As próximas etapas do Brasileiro de Rally Baja serão realizadas nos dias 22 e 23 de junho, em Araçatuba (SP).

Brasileiro de Rally Baja / 13º Rally Cuesta
Resultados (extraoficiais) – Categoria UTVs

1 – #154 – Gustavo Gugelmin – 3:40:07 – Can-Am Maverick X3
2 – #105 – Mauricio Pena Rocha – 3:40:20 – Can-Am Maverick X3
3 – #102 – Bruno Varela – 3:40:36 – Can-Am Maverick X3
4 – #116 – Denisio Nascimento – 3:40:40 – Can-Am Maverick X3
5 – #123 – Wilker Campos – 3:40:58 – Can-Am Maverick X3

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

Rally Cuesta, em Botucatu (SP), dá sequência ao Brasileiro de Rally Baja

Com 57 inscritos, divisão para UTVs é destaque e terá competidores de renome internacional, como o campeão do Rally Dakar Reinaldo Varela a bordo do Can-Am Maverick X3
Fonte: Mundo Press

Mauricio Pena Rocha acelera o UTV Can-Am Maverick X3 na abertura do Brasileiro de Rally Baja 2019 Crédito: Doni Castilho/DFotos/Mundo Press

Mauricio Pena Rocha acelera o UTV Can-Am Maverick X3 na abertura do Brasileiro de Rally Baja 2019 Crédito: Doni Castilho/DFotos/Mundo Press

O Rally Cuesta está marcado para este fim de semana (dias 4 e 5) em Botucatu, no interior paulista. Com pontos válidos para a terceira e a quarta etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, o evento é um prato cheio para os fãs do off-road, já que terá a presença de competidores de renome internacional. Entre os 57 inscritos da divisão para UTVs, o piloto Reinaldo Varela, campeão da categoria no Rally Dakar 2018, está confirmado a bordo do Can-Am Maverick X3.

“Estou muito animado para acelerar e manter o bom ritmo de prova na temporada 2019”, contou o experiente piloto paulista. Ao lado do navegador Gustavo Gugelmin, ele ocupa a liderança dos UTVs (classe T3,1) no Mundial de Rally Cross Country. Gugelmin, aliás, também irá participar do Rally Cuesta, só que desta vez pilotando um UTV Can-Am Maverick X3.

Reinaldo Varela é patriarca da conhecida “Família da Poeira”, referência nos ralis nacionais e internacionais. Os filhos dele, Bruno e Rodrigo Varela (este defende o título dos UTVs no Brasileiro de Rally Baja), estão confirmados no grid em Botucatu. “O meu objetivo é a vitória, conheço bastante a região do Rally Cuesta. Mas confesso que subir no pódio com os meus dois filhos seria a realização de um grande sonho”, revelou Reinaldo Varela.

Outros destaques da categoria para UTVs são os pilotos Maurício Pena Rocha (equipe UTV Off-Road Quadrijet Racing) e Deninho Casarini (Casarini Racing), líder e vice-líder dos UTVs no Brasileiro de Rally Baja 2019, respectivamente. O Rally Cuesta conta com o patrocínio da Can-Am e inclui cerca de 350 quilômetros de percurso. A prova também oferece categorias para quadriciclos, motos e carros.

Programação* – 13º Rally Cuesta
Local: Botucatu (SP)

Sábado (4/5)
7h30 – Prólogo
10h30 – Largada em comboio do Ginásio Municipal Governador Mário Covas
A partir das 19h30 – Briefing para competidores no Primar Plaza Hotel

Domingo (5/5)
7h20 – Largada em comboio do Ginásio Municipal Governador Mário Covas
14h – Premiação no Primar Plaza Hotel.

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Publicado em CAN-AM, Campeonato Brasileiro de Rally Baja

Ideal para o campo, UTV Can-Am Defender marca presença na Agrishow 2019

Estande dos produtos assinados pela BRP também traz os quadriciclos da Can-Am e as motos aquáticas da Sea-Doo; Feira de tecnologia agrícola vai até 3 de maio em Ribeirão Preto (SP)
Fonte: Mundo Press

Estande exclusivo de produtos BRP na Agrishow 2019, em Ribeirão Preto (SP) Crédito: Idário Café/Mundo Press

Estande exclusivo de produtos BRP na Agrishow 2019, em Ribeirão Preto (SP) Crédito: Idário Café/Mundo Press

O novo UTV Can-Am Defender foi feito para o trabalho pesado e ainda amplia as opções de lazer no ambiente off-road. Por conta da versatilidade no campo, o veículo é destaque da Agrishow 2019. A maior feira de tecnologia agrícola do Brasil, considerada uma das mais importantes do mundo no segmento, vai até o dia 3 de maio em Ribeirão Preto, interior paulista, das 8h às 18h.

No estande da Can-Am, o público pode ver de perto os UTVs Defender nas versões de três e seis lugares, com vários acessórios disponíveis para carga e para organizar os materiais durante o transporte. O veículo off-road tem capacidade de reboque de até 907,2 quilos ou pode carregar uma carga útil total de até 793,8 kg.

O espaço da Can-Am na Agrishow ainda traz os quadriciclos da marca e outros produtos assinados pelo grupo canadense BRP. As motos aquáticas da Sea-Doo, sucesso na água doce e na água salgada, também atraem os olhares do público no evento.

“Os produtos da Can-Am têm muita identidade com o conceito da Agrishow, bem como as outras marcas da BRP”, disse Fernando Alves, gerente comercial para o Brasil da empresa canadense. “Seja no trabalho ou nos momentos de lazer, temos um leque de produtos com tecnologia e confiabilidade reconhecidas no mundo todo.”

De acordo com o executivo, a participação direta da BRP na Agrishow reforça a presença da Can-Am no mercado de utilitários, com foco direto no segmento agrícola. Vale ressaltar que, durante os dias de funcionamento da feira, a BRP oferece condições especiais de pagamento para todos os produtos.

“O público da Agrishow é exigente e logo percebeu o que o UTV Can-Am Defender pode proporcionar para o trabalho no campo. Queremos aproveitar a oportunidade de mostrar que temos o UTV e o quadriciclo desenvolvidos para cada perfil de usuário, até aos que buscam performance esportiva”, concluiu Alves, lembrando que o o UTV Can-Am Maverick X3, também em exposição no estande, é o atual bicampeão do Rally Dakar.

Com 25 anos de história, a Agrishow reúne mais de 800 marcas expositoras e espera receber mais de 150 mil visitantes na edição 2019. O evento possui 520 mil metros quadrados de área para exposições.

Agrishow 2019 – Estande Can-Am / BRP
Programação: Até o dia 3 de maio, das 8h às 18h
Localização: G22

Mais informações sobre ingressos e as atividades no site oficial do evento (www.agrishow.com.br).

Publicado em CAN-AM

Guidão de Ouro 2019 – Cerimônia de premiação

Fonte: Revista Dirt Action

A 15a. edição do Guidão de Ouro aconteceu na última segunda-feira (22/04) no Bar Aurora, no Itaim Bibi em São Paulo. Após três meses de votação dos internautas, o evento contou com a presença da indústria nacional e com os vencedores deste ano. O prêmio é realizado pelas revistas Bike Action, Dirt Action e Motoaction.

Crédito/Divulgação: Revista Dirt Action

Crédito/Divulgação: Revista Dirt Action

A Can-Am levou 4 estatuetas, nas categorias:
Melhor Piloto UTV: Bruno Varela
Melhor Piloto ATV: Geison Belmont
Melhor UTV: Can-Am Maverick X3 X-RS
Melhor ATV: Can-Am Outlander MAX 1000 XT-P

Geilson Belmont, considerado o Melhor Piloto de ATV pelo 3º ano consecutivo, não pôde comparecer ao evento pois está se recuperando de uma fratura e foi representado por Gilberto Mayorga, que também representou a Can-Am na cerimônia.

“Este ano completamos o décimo ano de um plano de longo prazo, para o fomento do uso de ATV’s e UTV’s no mercado brasileiro e acreditamos que este prêmio represente muito bem todo esse empenho, pois fomos escolhidos pelos internautas, ou seja, a nossa mensagem tem sido entregue ao nosso público”. - avalia Adilson Gaspar, Coordenador de Marketing da Can-Am Brasil. “A durabilidade e a excelência dos produtos Can-Am e o estilo de vida off-road vem sendo cada vez mais bem vistos e procurados pelos brasileiros.” – acrescenta.

Clique aqui e confira a galeria de troféus da Can-Am no Prêmio Guidão de Ouro. E os resultados completos da premiação, no site da Revista Dirt Action.

Publicado em CAN-AM

Brasileiros lideram os UTVs do Mundial de Rally Cross Country após duas provas

A bordo do Can-Am Maverick X3, piloto Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin somam pontos importantes entre os UTVs na etapa dos Emirados Árabes Unidos
Fonte: Mundo Press

Brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin na segunda etapa do Campeonato Mundial de Rally Cross Country 2019, nos Emirados Írabes Unidos Crédito: MCH Photography

Brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin na segunda etapa do Campeonato Mundial de Rally Cross Country 2019, nos Emirados Írabes Unidos Crédito: MCH Photography

Os brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, da equipe Monster Energy/Can-Am, ditam o ritmo dos UTVs no Campeonato Mundial de Rally Cross Country. Após duas provas realizadas, eles seguem na liderança da categoria T3.1 da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) a bordo do Can-Am Maverick X3. O veículo é o atual bicampeão da classe para UTVs no Rally Dakar.

A segunda etapa do calendário 2019 teve fim nesta quinta-feira (4) no Abu Dhabi Desert Challenge, nos Emirados Árabes Unidos. O desafio incluiu cinco dias de disputas em mais de dois mil quilômetros percorridos – cerca de 1280 deles de especiais (trechos cronometrados).

Os brasileiros protagonizaram a briga pela vitória em todas as etapas, fechando a prova na segunda colocação. Quem ganhou, com apenas 1min55seg de vantagem, foi a dupla formada pelo norte-americano Casey Currie e pelo francês Laurent Lichtleuchter, também da equipe Monster Energy/Can-Am.

Os UTVs Can-Am Maverick X3 ganharam destaque na classificação geral da prova. Entre todos os veículos participantes, Currie/Lichtleuchter conquistou o quarto lugar da tabela e Varela/Gugelmin, o quinto.

“O saldo da nossa participação foi extremamente positivo em Abu Dhabi”, comentou o experiente piloto Reinaldo Varela, de São Paulo. Ao lado do catarinense Gustavo Gugelmin, ele possui no currículo o título dos UTVs no Rally Dakar de 2018 e agora briga pela taça da categoria no Mundial de Rally Cross Country.

“A nossa estratégia foi imprimir um ritmo forte, mas sem arriscar, já que o principal objetivo é conquistar o título dos UTVs no Mundial. O Can-Am Maverick X3, mais uma vez, foi perfeito na prova. O veículo terminou as especiais da mesma forma que largou em cada dia, não precisamos descer do UTV em nenhum momento – o que é fundamental para conseguir um resultado consistente”, continuou Varela.

O navegador Gugelmin também comemorou o desempenho nas areias dos Emirados Árabes Unidos. “O balanço foi ótimo e ainda conseguimos ampliar a nossa vantagem na liderança do Mundial de Rally Cross Country. Imprimimos um ritmo excelente e já estamos de olho na próxima etapa (de 26 de maio a 1º de junho no Cazaquistão)”, concluiu.

Resultados – Abu Dhabi Desert Challenge / Emirados Árabes Unidos
2ª etapa do Campeonato Mundial de Rally Cross Country

Categoria T3.1
1 – #320 – C. CURRIE / L. LICHTLEUCHTER – 19:43:18.0 – Equipe Monster Energy/Can-Am
2 – #319 – R. VARELA / G. GUGELMIN – 19:44:30.0 – Equipe Monster Energy/Can-Am
3 – #325 – F. VOROBYEV / K. SHUBIN – 141:53:41.0
4 – #331 – C. LIPAROTI / R. ROMERO – 144:21:27.0
5 – #323 – H. GARCES / J. LATRACH – 146:15:07.0

Classificação geral
1 – #308 – S. PETERHANSEL / A. PETERHANSEL – 18:03:45.0
2 – #306 – K. AL QASSIMI / X. PANSERI – 18:12:33.0
3 – #311 – A. DOMZALA / M. MARTON – 18:50:01.0
4 – #320 – C. CURRIE / L. LICHTLEUCHTER – 19:43:18.0 – Equipe Monster Energy/Can-Am
5 – #319 – R. VARELA / G. GUGELMIN – 19:44:30.0 – Equipe Monster Energy/Can-Am

Publicado em CAN-AM, Rally Cross Country